No que estou trabalhando agora?

Started by Lúcia Pilla on Friday, February 3, 2012

Participants:

Profiles Mentioned:

Related Projects:

Showing 1-30 of 1085 posts
2/3/2012 at 10:14 AM

Este debate público visa propiciar um contato mais coletivo entre as diversas pessoas que estão trabalhando no galho brasileiro da Grande Árvore e que, em muitos casos, sequer se conhecem.

Vou tentar listar aqui o maior número de pessoas que eu conheço e que estejam ativas, mas, certamente, não vou lembrar de todas. Então, sintam-se todos convidados mesmo que não citados!

Private User
Private User
Carla Assenheimer (C)
Deisi Vaz Pinto
Diego de Moraes Moreira (C)
Eugenio Dillenburg
Private User
Private User
Private User
Marcos Raposo
Nivea Nunes Dias
Patricia Canetti

Lembrem-se de "seguir" a discussão para receberem notificação de novas mensagens deixadas aqui.

2/3/2012 at 10:21 AM

Comecei com Os Músicos (Elis, Camargos Mariano, Bôscolis) acabei alcançando o Presidente Rodrigues Alves e seu pai (imigrante português), e descendo encontrei Afonso Arinos (que vai para o Projeto Personalidades). Mas, volto aos Músicos, se não encontrar nenhuma outra personalidade.

2/3/2012 at 10:29 AM

Então, eu continuo trabalhando na árvore de Vinícius de Moraes, que, como disse o Diego, foi um profissional na arte de casar... Na verdade, a árvore dele está pronta. Estou agora na da 9a esposa!

Algumas oportunidades de trabalho estão aguardando, como Ary Barroso e Thiago Lacerda (http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=191&cat=...), sugeridos pelo Diego.

2/3/2012 at 10:47 AM

Para quem não conhece, http://www.geni.com/projects/Lista-de-projetos-relacionados-ao-Bras... pretende relacionar todos os projetos brasileiros.

2/3/2012 at 10:48 AM

Oi Lúcia Pilla, queria tirar uma dúvida com você a respeito de sobrenomes... Estou trabalhando na descendência de Francisco Moreira da Costa, irmão do presidente Delfim Moreira, e tenho encontrado nas fontes (documentos oficiais, pois tem muito político nessa família) um uso inverso dos sobrenomes: primeiro paterno e depois materno, deixamos assim mesmo no Geni?

2/3/2012 at 11:16 AM

Patricia Canetti, esta "regra" de dar sobrenome aos filhos - materno no meio e paterno no fim - é muito mais recente do que imaginamos! Eu diria que é coisa já do século XX. Antigamente havia alguns "costumes", como dar o sobrenome da mãe às filhas mulheres e o do pai aos varões, transmitir aos filhos o sobrenome mais "importante socialmente", seja da mãe, do pai ou até de um antepassado mais antigo, fora os patronímicos e toponímicos. Ou seja, a única regra era não ter regra, hehe

Outra tradição bem recente é a da mulher adotar o nome do marido.

Em qualquer dos casos, acho que a melhor regra a adotar é não "inventar" nada: respeitar os nomes conforme eles foram atribuídos.

Aproveito para lembrar que o campo "nome do meio" não é considerado pelo motor de busca do Geni e eles não pretendem modificar isso. Portanto, devemos inserir todos os prenomes no primeiro campo e todos os sobrenomes no último. Eu costumo usar este campo do meio apenas para registrar apelidos (entre aspas) ou nomes alternativos (entre parênteses), e em pouquíssimos casos.

2/3/2012 at 4:05 PM

Nada como falar com uma especialista. Amei, Lúcia Pilla! rssss

2/3/2012 at 4:15 PM

:-)

2/3/2012 at 5:37 PM

Lúcia, gostaria que olhasse o Personalidades. Talvez, já possa novamente ser desmembrado com relação aos Escritores.

2/4/2012 at 4:54 AM

hum Carla Assenheimer (C)... não sei. Ali tem romancistas, poetas, pensadores, intelectuais. Eu não poria todos "separadamente juntos". :-)

2/4/2012 at 4:56 AM

Cadê os meninos que sumiram? Diego de Moraes Moreira (C) e Private User?

2/4/2012 at 5:25 AM

Lúcia! Continuo com minhas pesquisas sobre minha família (Raposo, de Ponta Delgada; Arruda, de Bananal; Freitas, de Itaguaí; Santos, de Paracambi e Ramalho, de Cacaria). Escrevo sobre meu pessoal de São João da Barra e torço por vocês todos!

2/4/2012 at 6:45 AM

Bom saber, Marcos Raposo! Precisando de alguma ajuda, é só falar. Você, como membro não pagante do Geni, deve ter percebido que não pode mais concluir fusões ou adicionar perfis além do 100o. Mas nós que somos Pro podemos fazer isso por você.

Acabei de terminar a árvore da 9a esposa do Vinícius, http://www.geni.com/people/Gilda-de-Queir%C3%B3s-Mattoso/6000000015... e descobri que o irmão dela é membro do Geni! Mandei uma mensagem propondo a fusão das árvores.

2/4/2012 at 6:47 AM

Olá Lúcia,
Parabéns pela iniciativa. É do tipo: "Já devia existir há muito tempo". E vem coincidir, e facilitar a adoção de outra providência - cuja proposta de implantação estou elaborando há algum tempo - de alta relevância para a saúde, felicidade e até prolongamento das vidas de nossos filhos: a ampliação das facilidades institucionais para que todos os que já têm essa consciência possam realizar os exames pré-nupciais, pré e pós-natais(exame-do-pezinho). Sem obrigatoriedade, é claro, como, por exemplo, na Islândia, onde a lei obriga anexação do mapa genético a todo registro de nascimento, sem exceção.
Em Brasília, hoje, um nascimento em duzentos, é de criança que sofrerá, mais cedo ou mais tarde em sua vida, os efeitos de algum tipo de síndrome genética que pode ser prevista, pré-tratada e até evitada
quando a patologia for detectada, no DNA, antes do aparecimento dos primeiros sintomas. Com os meios técnico-científicos, profissionais e clínicos já existentes no país, é uma questão apenas cultural, mas de alto significado social, econômico e até de orçamento da saúde pública, que se passe gradativamente a optar - sem laivos de eugenia - pela prevenção, sempre menos onerosa e menos sofrida, do que pela
busca desesperada da cura após a eclosão dos sintomas. Meu próprio
caso é exemplar: em viagem de serviço, fazendo uma auditoria, e à falta de cultura preventiva na época, não fui sequer capaz de identificar os claros e violentos sintomas de infrato agudo do miocárdio que sofri em 1980. Fui salvo por um ascensorista do Banco que os identificou e tomou as providências corretas em vez de apenas comprar o anti-ácido que lhe pedi. Aposentado, então, por invalidez permanente aos 44
anos de idade, exatamente a idade que tinha minha mãe quando teve o
mesmo - e fatal - quadro. Ela e quase todos seus 14 irmã/os tiveram a
mesma "causa-mortis". É incrível, mas isso não mudou até o hoje a "cultura" do tema saúde na minha família. Mesmo convivendo com há
precisos 32 anos com um "inválido" - que poderia perfeitamente ter sido mantido saudável e atívo SE tempestivamente tratado - quase
todos tendem a cair no fatalismo de "o que tiver que ser será", ou, pior,
do "quem procura encontra" !!! Tanto que, não obstante as facilidades
de exame através da CASSI, de que faço parte desde 1957, tive que
insistir muito para que todos, filhos, netos e sobrinhos, fizessem, ainda como criança, exame de colesterol. Fiquei surpreso com os resultados:
apenas um dos 3 filhos e um dos 4 netos estavam "programados" para
o infarte. Respectivamente com VLDL e Colesterol Total elevadíssimos.
Um antes dos 10 e outro antes dos 20 anos já têm pequenas placas nas artérias!!! Não me iludo quanto à celeridade da democratização da
mentalidade preventiva. Mas precisamos acreditar que, além de necessária, ela já é objetivamente viável. E trabalhar para que isso
ocorra o mais rápido possível. Antes que o orçamento público brasileiro
vá pro brejo, onde se já encontram tantos países do "primeiro mundo".
Grande abraço, Deisi

2/4/2012 at 9:29 AM

Wow Deisi, seja bem vindo. hehe

Voltei a trabalhar nos presidentes do Brasil. Estamos há muito tempo esperando que algumas pessoas tornem públicos os perfis de alguns deles.

2/4/2012 at 12:51 PM

Olá Lúcia,
De cara vejo pelo menos um elo entre os dois temas em que estamos agora trabalhando. Um dos maiores geneticistas brasileiros, o Dr. Sérgio Pena, de Belo Horizonte, em um de seus primeiros artigos sobre o genoma humano disse ter descoberto que era descente do
Presidente Afonso Pena, cuja biografia, assim como a dos demais
mandatários brasileiros, está disponível na Wikipedia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Afonso_Pena
Estou, a propósito, redigindo uma cuidadosa consulta a ele no
sentido de saber se, e como, podemos pedir-lhe que faça o exame
comparativo do DNA dos primos que tiverem interesse nisso. Como
se sabe, além dos polimorfismos patológicos, resultantes de mutações provocadas pelo encontro de genes recessivos deletérios,
há inúmeros, grandes, e diferentes trechos no DNA dos grandes primatas, inclusive no humano, que se mantêm intactos há milhões de anos. São os chamados "Aplótipos", que servem para identificar parentesco familiar, a salvo da deriva genética, mesmo através de milênios. Acho que ele veria aí uma inestimável fonte de dados para
seus estudos genômicos. Acredito também que dificilmente se pode pensar em algo com potencial mais definitivamente gratificante para nós e mais consagrador para o Geni.
Grande abraço,
Deisi

2/4/2012 at 1:40 PM
2/5/2012 at 6:40 AM

A família Moreira começa a render mais personalidades... Publiquei no projeto: Bilac Pinto, em Políticos, e Sinhá Moreira, em Outros.

Bom domingo!

2/5/2012 at 6:53 AM

Lúcia, penso que esgotei as ligações de Elis (dentro dos limites da minha pesquisa).
No que posso ajudar agora?

2/5/2012 at 7:09 AM

Alô Diego de Moraes Moreira (C), a Patricia Canetti está trabalhando na tua família! :-)

Carla Assenheimer (C), tem o Thiago Lacerda e o Ary Barroso, que o Diego sugeriu. Links no 3o post deste debate.

2/5/2012 at 7:22 AM

Ok. Câmbio.

2/5/2012 at 7:29 AM

Patricia Canetti, faltou você incluir os perfis no projeto. Outra coisa, aquele capítulo "Outros" refere-se a outros artistas. Precisamos de um título novo para Sinhá Moreira. Sugira aí! :-)

2/5/2012 at 7:40 AM

Em 10/8/2012 será o centenário de Jorge Amado.
http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=281619
http://www.releituras.com/jorgeamado_bio.asp
Que tal termos a árvore para emplacar o perfil do dia?

2/5/2012 at 7:50 AM

Lúcia Pilla, tb fiquei sem saber como definir este tipo de personalidade avantgarde... O que achas de "Ativistas e Empreendedores"?
Eu já publiquei os perfis, sim!

Private User
2/5/2012 at 7:50 AM

Estou pesquisando no Genelogia Paulista os "elos de ligação" dos Toledo, Salles, Oliveira.........os casamentos endogâmicos foram tantos que a árvore vai ser uma "MERGE" colossal!!!!!!!!!!!!!!

2/5/2012 at 8:01 AM

Patricia Canetti, estava mesmo pensando num título assim. Me lembrei que antes de termos projetos, eu fiz o Roberto Marinho. Acho que o título Empreendedores também se aplica a ele, não?

Você inclui na página do projeto uma descrição dos perfis mas não incluiu os perfis no projeto. Olha aqui: Olavo Bilac Pinto, embaixo das estatísticas, do lado direito.

Private User, que beleza! Bom ver você aqui conosco!

2/5/2012 at 8:20 AM

Estou trabalhando em Ary Barroso

2/5/2012 at 1:14 PM

Acabo de descobrir uma ligação muito próxima entre Oscar Niemeyer e o presidente Epitácio Pessoa.

http://www.geni.com/path/Epit%C3%A1cio+Pessoa+11%C2%BA+Presidente+d...

Para mostrar isso a vocês fui lá no perfil do Niemeyer e descobri que ele está agora entre os 100 mais populares do Geni!!! Fiquei feliz.

2/5/2012 at 1:37 PM

Uhuuu

2/5/2012 at 2:24 PM

Lúcia, vc já chegou a entrar em contato com o administrador de Heitor Villa-Lobos? Heitor Villa-Lobos
Adicionei uma foto de um evento onde os dois aparecem juntos, mas não posso identificar o músico.

Showing 1-30 of 1085 posts

Create a free account or login to participate in this discussion