Antônio Raposo Tavares, o Velho

Is your surname Raposo Tavares?

Research the Raposo Tavares family

Antônio Raposo Tavares, o Velho's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Antônio Raposo Tavares, o Velho

Birthdate:
Birthplace: Beja, Portugal
Death: Died in Sao Paulo, São Paulo, Brazil
Immediate Family:

Son of Fernão Vieira Tavares and Francisca Pinheiro da Costa Bravo
Husband of Beatriz Furtado de Mendonça; Beatriz Furtado de Mendonça and Lucrécia Leme Borges de Cerqueira
Father of Maria Raposo; Maria Raposo; Fernando Raposo Tavares and Antonia Pinheiro Raposo
Brother of Diogo da Costa Tavares

Occupation: Bandeirante (paramilitary explorer militia commander=, capitão-mor
Managed by: Private User
Last Updated:

About Antônio Raposo Tavares, o Velho

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=610209

António Raposo Tavares (* Beja, Beja 1598 + S. Paulo 1658)

Pai: Fernão Vieira Tavares

Mãe: Francisca Pinheiro da Costa Bravo

Casamento I: Beatriz Furtado de Mendonça

Filhos do Casamento I:

  1. Fernando Raposo Tavares casou-se com Catharyna de Souza
  2. Maria Raposo casou-se com Carlos de Moraes Navarro

Casamento II: Lucrécia Leme Borges de Cerqueira * c. 1600

Filhos do Casamento II:

  1. Antónia Pinheiro Raposo * c. 1620 casou-se com João Rodrigues da Fonseca

http://pt.wikipedia.org/wiki/Raposo_Tavares

Antônio Raposo Tavares, dito o Velho (São Miguel do Pinheiro, concelho de Mértola e distrito de Beja 1598 — São Paulo, 1659?) foi um português de origem judaico-portuguesa, bandeirante paulista, que expandiu as fronteiras brasileiras às custas dos domínios espanhóis.

Filho de cristãos novos, chegou ao Brasil em 1618 com o pai, Fernão Vieira Tavares, designado capitão-mor governador da capitania de São Vicente em 1622. Era assim preposto do conde de Monsanto, donatário da capitania de São Vicente. A mãe era Francisca Pinheiro da Costa Bravo. António Raposo, aliás, nunca perderia contacto com os interesses da Coroa.

Morto o pai (1622), transferiu-se para o planalto de Piratininga, fixando-se na vila de São Paulo, onde logo se entusiasmou em participar nas expedições destinadas a aprisionar índios.