Baltazar de Morais de Antas, GPAUL

Is your surname de Morais de Antas?

Research the de Morais de Antas family

Baltazar de Morais de Antas, GPAUL's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Baltazar de Morais de Antas, GPAUL

Also Known As: "Baltasar de Moraes d'Antas", "Baltasar de Morais de Antas", "Balthazar de Moraes de Antas"
Birthdate:
Birthplace: Mogadouro, Bragança, Portugal
Death: Died in São Vicente, São Paulo, Brazil
Immediate Family:

Son of Pedro de Morais and Inês Navarro de Antas
Husband of Brites Rodrigues Anes
Father of Baltazar de Morais de Antas, o Moço; NN; Isabel de Morais; Ana de Morais de Antas and Pedro de Morais de Antas
Brother of Belchior de Morais de Antas and NN de Morais de Antas

Managed by: Luiz Ovídio de Oliveira Andrad...
Last Updated:

About Baltazar de Morais de Antas, GPAUL

  • Genealogia Paulistana
  • Luiz Gonzaga da Silva Leme (1852-1919)
  • Vol VII Pág.03 a 43
  • Tit.
  • === Moraes'==

Esta família teve princípio em Balthazar de Moraes de Antas, que de Portugal passou a S. Paulo onde casou com Brites Rodrigues Annes f.ª de Joanne Annes Sobrinho, que de Portugal tinha vindo a esta capitania trazendo solteiras três filhas, que todas casaram com pessoas de conhecida nobreza.

De Balthazar de Moraes de Antas e de Brites Rodrigues Annes descendem:

  • Cap. 1.º Pedro de Moraes d'Antas
  • Cap. 2.º Balthazar de Moraes d'Antas
  • Cap. 3.º Anna de Moraes d'Antas
  • Cap. 4.º Izabel de Moraes.

--------------------

BALTASAR DE MORAIS DE ANTAS, chegou ao Brasil em 11/09/1579, trazendo carta de Nobreza, falecendo em 1600, foi Juiz Ordinário em São Paulo, onde se casou com BRITES RODRIGUES ANNES

NFP, 1941, Antas $ 69 N 7:

B.AR DE MORAES DE ANTAS f.o de Pedro de Moraes de Antas N 4 deste $ 69 foi n.al de Vemiozo casou com D. M.a da Fon.ca do Mogadouro f.a de Pedro Mz da Fon.ca, e sua m. er D. Thereza de Moraes tirarão Brazão de Armas em 1560

[...]

--------------------

Descendente de Carlos Magno, Hugo Capeto, Fernando I de Leão e Castela

.............................................................................................................................................................................................

O INSTRUMENTO DE BALTAZAR DE MORAES

por Regina Moraes Junqueira em http://www.projetocompartilhar.org/DocsDL/BaltazardeMoraes1579_1580.htm

Em 1578 Baltazar de Moraes, tronco dos Moraes de São Paulo, foi eleito Juiz Ordinário. Sua eleição foi contestada por motivos ignorados, mas tomou posse em 30 de janeiro de 1579), por ter o ouvidor Tristão de Oliveira decidido a causa a seu favor. É provável que tenha sido denunciado como judaizante, dadas as providências que Baltazar tomou a seguir.

Em 19 de abril a Câmara deu posse a Domingos Dias por ser Baltazar “ido pera o Reino”. O objetivo dessa viagem era trazer de Portugal um instrumento de pureza de sangue, “necessário para sua justiça e abonação de sua pessoa”.

Baltazar de Moraes em 1579

Baltazar de Moraes foi ao reino para obter em Mogadouro, sua terra natal, um instrumento de pureza de sangue (não de nobreza) e de comprovação de filiação.

Belchior de Moraes, irmão de Baltazar que então residia em Monxagate, já possuia um instrumento de comprovação de nobreza que, por muito usado, foi trasladado em 1577.

Conseguida a comprovação de filiação por testemunhos, e com o instrumento de pureza de sangue obtido por ele em Mogadouro, Baltazar foi a Monxagate, pedir uma transcrição do instrumento produzido pelo irmão. A seguir, providenciou uma série de reconhecimentos cartoriais, ainda entre Monxagate e Mogadouro, fazendo reconhecer os sinais nos tabeliães pelo menos trez vezes, nas vilas das redondezas.

Isto feito, iniciou sua volta ao Brasil, fazendo reconhecer os sinais em todas as vilas até o Porto, daí no Funchal e finalmente na Bahia.

Cronologia da Viagem de Baltazar

30-01-1579 – Em São Paulo, toma posse como Juiz Ordinário.

19-04-1579 – “É ido pera o reino”

11-09-1579 – Em Mogadouro, apresenta petição para se fazer provas de sua paternidade e comprovação de pureza de sangue.

14-09-1579 – Obtém a certidão em Mogadouro

14-11-1579 - Reconhece o documento em Mogadouro

23-11-1579 – Idem em Torre de Moncorvo

05-12-1579 – Ibidem em Monxagate

10-12-1579 – o mesmo em Mirandella

11-12-1579 – o mesmo em Vila Pouca

15-12-1579 – Certidão de reconhecimento dos sinais no Porto

16-06-1580 – Funchal, Ilha da Madeira: Justificação dos instrumentos

23-11-1580 – reconhecimentos dos sinais na Bahia

É a última noticia que se tem dele. O Baltazar de Moraes de Antas, que em 1687 foi a Portugal pedir nova transcrição dos documentos é provavelmente o filho. Baltazar o pai nunca registrou os papéis em São Vicente, eles foram registrados pela primeira vez por seu filho Pedro. Posteriormente estiveram em mãos de Francisco Velho de Moraes, neto de Baltazar, que os fez registrar em São Paulo. Os Registros da Camara foram publicados no inicio do século XX, de onde extraímos o texto.

Traslado dos papeis de Francisco Velho de Moraes http://www.projetocompartilhar.org/DocsDL/FranciscoVelhodeMoraes_papeis.pdf

view all

Baltazar de Morais de Antas, GPAUL's Timeline

1535
1535
Mogadouro, Bragança, Portugal
1580
1580
Age 45
1600
1600
Age 65
São Vicente, São Paulo, Brazil
????
????
São Paulo, Brazil
????
????
Santos, São Paulo, Brazil
????