Fernando Dias Falcão (b. - c.1738)

public profile

0

Matches

0
Adds middle name, occupation and child(ren).

View Fernando Dias Falcão's complete profile:

  • See if you are related to Fernando Dias Falcão
  • Request to view Fernando Dias Falcão's family tree

Share

Related Projects

Birthdate:
Birthplace: Santana de Parnaíba, São Paulo, Brazil
Death: Died in Sorocaba, São Paulo, Brazil
Managed by: Evaldo de Almeida Poli
Last Updated:

About Fernando Dias Falcão

       GENEALOGIA BRASILEIRA  -Estado de São Paulo -

Os TítulosPerdidos

Parágrafo 3º -Falcão3. Fernando Dias Paes Falcão, n. Parnaíba, f. Sorocaba, 1738, bandeirante, em 1721, foi eleito Cabo Maior das minas de Cuiabá, com a finalidade de manter a ordem e proteger a população contra os frequentes ataques dos índios, cc. Lucrécia Pedroso de Barros, n. mesma cidade, f. 1760, Sorocaba, f. do Cap. Mor Tomé de Lara e Almeida e Maria de Almeida Pimentel, com 10 filhos, n. Sorocaba: (1.177, 180, BGB.10.13, DB.149 e SL.2.312).

GPAUL Vol II, pg 312

4-3 Fernando Dias Falcão, natural de Parnaíba, casou-se com Lucrecia Pedroso de Barros, natural da mesma vila, e falecida em 1760 em Sorocaba, f.ª do capitão-mor desta vila Thomé de Lara de Almeida e de sua 1.ª mulher Maria de Almeida Pimentel. Tit. Taques.

Foi Fernando Dias Falcão um prestante cidadão que muito se distinguiu no real serviço; foi capitão de ordenanças em Sorocaba e mais tarde sargento-mor das mesmas; foi juiz ordinário e de órfãos dessa vila por espaço de 9 anos, cargos estes em que deu mostra de sua capacidade. No fim deste tempo em que exerceu esses cargos foi mandado às Minas Gerais por Dom Braz Balthazar da Silveira, governador e capitão-general de S. Paulo, para criar a vila de Pitanguy, cujo arraial, cheio de criminosos turbulentos, era um foco de sedições. Conseguiu por sua prudência sossegar aquela povoação e levantar pelourinho, criando assim a vila de que foi o 1.º juiz ordinário e de órfãos, e provedor da fazenda real, dos defuntos, e ausentes.

Pág. 313 Voltou a Sorocaba para a companhia de sua família com o intento de gozar de seus cabedais e férteis fazendas que cultivava com numerosa escravatura, quando as minas de Cuiabá descobertas por Paschoal Moreira Cabral atraíram a sua atenção. Para lá seguiu, e em 1721 foi eleito cabo maior das novas minas pelos povos que aí já estavam estabelecidos e que sentiam a falta de um governo.

Voltou a S. Paulo em 1723, quando teve notícia de que havia sido nomeado governador e capitão-general daquelas minas Rodrigo Cesar de Menezes, trazendo consigo 942 oitavas de ouro, reais quintos que o mesmo Falcão tinha cobrado.

A pedido do capitão-general Rodrigo Cesar voltou Fernando Dias Falcão para as minas de Cuiabá em 1724 com patente de capitão-mor regente das ditas minas, e, em 1726, quando Rodrigo Cesar lá chegou, foi nomeado provedor da fazenda real e dos reais quintos.

Foi o capitão-mor Fernando Dias Falcão inventariado em 1738 em Sorocaba, e teve os 10 f.ºs seguintes:

5-1 Mestre de campo Antonio de Almeida Falcão 5-2 Capitão José Paes Falcão

5-3 Thomé de Lara Falcão

5-4 Pedro Taques de Almeida

5-5 Fernando Dias Falcão

5-6 Thomazia de Almeida

5-7 Gertrudes de Almeida

5-8 Francisco de Almeida Falcão

5-9 Maria de Almeida

5-10 Raymundo

Fernão Dias Falcão faleceu em 1736 (15), na cidade de Sorocaba, e em seu testamento pede ao filho que deixe de fazer entradas contra os índios, e na hora da morte verbaliza o desejo de deixar determinados bens para os índios aldeados serra acima, na localidade de Santana, hoje Chapada dos Guimarães. O cumprimento deste desejo é suspenso (16) por Antônio Rolim de Moura e só retomado após receber ordens severas para isto.1 (15)Silva Lemes declara Ter sido em 1738, apud TAUNAY (16)Carta de Rolim de Moura a Diogo de Mendoça Corte Real, em 16.1.1755 in Correspondências, vol. II, pg. 21

view all 13

Fernando Dias Falcão's Timeline