Jeronimo de Ornellas Menezes e Vasconcellos

Is your surname de Ornellas Menezes e Vasconcellos?

Research the de Ornellas Menezes e Vasconcellos family

Jeronimo de Ornellas Menezes e Vasconcellos's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

About Jeronimo de Ornellas Menezes e Vasconcellos

Foi um proprietário rural e pioneiro no povoamento do atual Rio Grande do Sul. É conhecido como "o sesmeiro do Morro de Sant'Ana". Madeirense de nascimento, transferiu-se com a família para o Brasil na primeira metade do século XVIII.


Em 1723, aos 32 anos, Jerônimo casou-se com Lucrécia Lemes Barbosa, nascida em Guaratinguetá, São Paulo, e filha de Baltazar Correia Moreira e Fabiana da Costa Rangel. Transferiram-se com as três filhas para a vila de Laguna, onde nasceu a quarta filha, seguindo depois para o sul, por volta de 1729.


Fixaram-se no Morro de Sant'Ana e a concessão real das terras, através da carta de sesmaria, foi passada por D. Luiz de Mascarenhas em 5 de novembro de 1740, e depois confirmada por Carta Régia de 23 de janeiro de 1744; registrada a 7 de dezembro do mesmo ano, foi visada por Gomes Freire de Andrade em 20 de julho de 1754.


A propriedade tinha como limites: ao norte, a estância de Pinto Bandeira; a leste, a propriedade de Jerônimo Xavier de Azambuja; ao sul, as terras de Sebastião Francisco Chaves e, a oeste, era banhada pelas águas do Rio Guaíba.


Em 1762, Jerônimo de Ornelas vendeu sua propriedade a Inácio Francisco e transferiu-se do Morro de Sant'Ana para as terras que ganhou no Rio Jacuí.


Na propriedade de Jerônimo estiveram arranchados moradores de várias procedências, principalmente da Colônia do Sacramento, Rio Grande, Laguna, Sorocaba e, também, ilhéus da Madeira e dos Açores.


Os açorianos, que a partir de 1752 começaram a chegar sem as terras e as ferramentas prometidas pelo edital de 1743, buscaram meios de prover a subsistência; parte deles obteve permissão para plantar roças nas terras de Jerônimo de Ornelas.


Foi nos domínios de Jerônimo de Ornelas que se instalou o Porto de Viamão, depois denominado de São Francisco dos Casais, que após a transferência da capital de Viamão para a freguesia de Porto Alegre passou a se chamar de Nossa Senhora Madre de Deus.


Jerônimo de Ornelas faleceu em Triunfo, com oitenta anos de idade.


Do matrimônio com Lucrécia deixou dez filhos, além de mais dois naturais: Lourenço, havido com D. Maria Cardozo e outro, havido com D. Luciana da Luz.

Fonte: (http://pt.wikipedia.org/wiki/Jer%C3%B4nimo_de_ornellas_menezes_e_vasconcellos)

--------------------

JERÔNIMO DE ORNELAS - O Sesmeiro do MORRO SANTANA

“Podemos incluir entre os heróis construtores da sociedade e da história humanas, em condições de igualdade com os maiores, o patriarca Jerônimo de Ornelas Menezes e Vasconcelos, o homem de visão que, ocupando com seu pouso e, depois, estância de criar, as terras que constituem hoje, o município de Porto Alegre, deu início ao povoamento e fundação da mais tarde capital do Rio Grande do Sul.” Walter Spalding

“O Morro de Santana é um microcosmo do Rio Grande do passado.” Apolinário Porto Alegre

Logo após ao desbravamento do extremo sul do Brasil, através das Expedições de João de Magalhães, como já vimos anteriormente, surge uma outra figura histórica de grande importância para a fundação das cidades de Viamão e de Porto Alegre e que também deixou as suas marcas gravadas no solo, nas pedras, nas figueiras centenárias do Morro Santana e também no nosso imaginário, na nossa memória cultural.

Em 1732 JERÔNIMO DE ORNELAS MENEZES E VASCONCELOS estabeleceu-se no PORTO DE VIAMÃO. O local escolhido para construir a sede de sua sesmaria foi o MORRO SANTA ANA (ou Santana). Nascido em 1690 na Vila de Santa Cruz, Ilha da Madeira, Jerônimo, segundo dados de vários historiadores, descendia da melhor gente do lugar, filho de João Pestana Veloso e dona Antônia Muniz, veio para o Brasil estabelecendo-se inicialmente em Minas Gerais, mudou-se após para Guaratinguetá, São Paulo, onde contraiu núpcias em 1723, com dona Lucrécia Leme Barbosa, nascida nesta mesma cidade.

O casal teve dez filhos, mas todos os descendentes legítimos são-no por linha feminina, uma vez que eram oito filhas que casaram e dois filhos que faleceram solteiros. Diversos pesquisadores afirmam que a sua prole daria destacada descendência no Rio Grande do Sul.

O historiador Spalding, por exemplo, destaca várias qualidades suas, afirmando: “Jerônimo de Ornelas, tropeiro-bandeirante, foi criado depois de ter aportado ao Brasil, nos meios sócio-econômicos-políticos que precisavam do homem livre a ativo, mais do que do simples homem-máquina estabelecido pela escravatura.

Por isso, como tropeiro, chefe de família patriarcal, iniciador voluntário de povoamentos, suas atividades sempre se orientaram dentro dos princípios liberais que eram, aliás, um dos princípios norteadores de açorianos e outros ilhéus. Jerônimo de Ornelas, originário da Ilha de Madeira trazia, portanto, já no sangue aqueles princípios que aqui se desenvolveram ao contato do bovino, o mais autêntico educador do caráter e da têmpera nobre e elevada do gaúcho que surgiria ao encerrar-se o século XVIII (...)

Jerônimo de Ornelas descendia da melhor gente da Ilha da Madeira e contava entre seus ancestrais nomes respeitáveis e heróis brasileiros e portugueses como João de Ornelas, o salvador do território de Cafina, na África Ocidental Portuguesa, e João Fernandes Vieira, o herói pernambucano na expulsão dos holandeses.”

Fonte: http://acidadedesantaisabel.blogspot.com.br/p/os-primordios-da-historia-da-santa.html

Jerônimo de Ornelas Menezes e Vasconcelos. N. por volta de 1691 em Santa Cruz, Ilha da Madeira,Portugal. Vindo para o Brasil, esteve, primeiramente, em Minas Gerais e São Paulo, passando, após 1727, para Laguna (SC), onde se encontrava pelos idos de 1729, e fixando-se, em caráter definitivo, em Viamão (RS).

Foi sesmeiro do Morro de Santana, o primitivo Porto do Dorneles e depois Porto dos Casais, tendo sido, com sua família, o primeiro a povoar as terras hoje ocupadas pela cidade de Porto Alegre (RS). C. em Guaratinguetá (SP), entre ABR-1722 e ABR-1724, c. Lucrécia Leme Barbosa.

Jerônimo nasceu na aldeia de Santa Cruz, perto e ao sul de Machico, Ilha da Madeira. Para uns em 1690, para outros em 1691. Os dez filhos, que teve com Lucrécia Leme Barbosa, foram: 1) Fabiana de Ornelas que com José Leite de Oliveira tiveram nove filhos. 2) Rita de Menezes que com o Cap. Francisco Xavier de Azambuja tiveram doze filhos. 3) Antonia da Costa Barbosa que com Manoel Gonçalves Meirelles tiveram doze filhos. 4) Maria Leme Barbosa que com o Ten.Francisco da Silva tiveram onze filhos. 5) Gertrudes Barbosa de Menezes que com Vicente Pacheco de Miranda tiveram treze filhos, entre eles Raquel Faustina de Menezes, minha quarta avó que veio a se casar com João Batista de Almeida. 6) Clara Barbosa de Menezes que com João Fernandes Petim tiveram dez filhos.7) Tereza Barbosa de Menezes que com o Alferes Agostinho Gomes Jardim tiveram doze filhos. 8) Brigida Ornelas de Menezes que com Jacinto Roque Pereira Guimarães tiveram onze filhos. 9) José Raimundo Dorneles provavelmente falecido solteiro e sem filhos. 10) Manoel Dorneles falecido solteiro aos 22 anos de idade. 11) Lourenço Dorneles de Menezes, filho que teve com d. Maria Cardoso, índia natural da Lagoa Dourada/MG. Nasceu Lourenço na freguesia de S.José dos Pinhais bispado de SP (hoje PR), casou com Da. Maria da Luz Lopes, natural da Espanha e tiveram oito filhos. 12) Maria Esperança filha que teve com Da.Luciana da Luz e que teve um filho. Teve, assim, Jerônimo de Ornelas Menezes e Vasconcelos (com três mulheres) doze filhos e cem netos. Por isto dizem os genealogistas que a metade do Rio Grande do Sul descende de Jerônimo de Ornelas Menezes e Vasconcelos.

FONTE: http://www.interativa.org/annes/annes5.htm

Jerônimo veio a falecer na vila de Triunfo/RS, a 22.09.1771 e no livro 1, de óbitos, pg.39, foi feito o assentamento. Ver os detalhes do acima relatado, na Revista Genealógica Brasileira, ano 1940, pg. 35/41, em "O Sesmeiro do Morro de Sant'Anna de Jorge G. Felizardo.

view all 17

Jeronimo de Ornellas Menezes e Vasconcellos's Timeline

1691
1691
Funchal, Madeira, Madeira, Portugal
1721
1721
Age 30
Cunha, São Paulo, Brasil
1722
1722
Age 31
São José dos Pinhais, São José dos Pinhais, Parana, Brazil
1723
1723
Age 32
Guaratingueta,SP, Brasil
1724
April 25, 1724
Age 33
Guratinguetá, SP, Brazil
1727
1727
Age 36
Guaratinguetá, São Paulo, Brazil
1729
1729
Age 38
Laguna, Santa Catarina, Brazil
1733
1733
Age 42
Viamão, Rio Grande do Sul, Brazil
1735
1735
Age 44
Viamão, Rio Grande do Sul, Brazil
1736
1736
Age 45
Viamão, Rio Grande do Sul, Brazil