João de Deus Mena Barreto, 1º Visconde de São Gabriel (1769 - 1849)

public profile

21

Matches

0 0 21
Adds occupation, sibling(s) and child(ren).

View João de Deus Mena Barreto, 1º Visconde de São Gabriel's complete profile:

  • See if you are related to João de Deus Mena Barreto, 1º Visconde de São Gabriel
  • Request to view João de Deus Mena Barreto, 1º Visconde de São Gabriel's family tree

Share

Birthdate:
Birthplace: Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
Death: Died in Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
Managed by: João Simões Lopes Filho
Last Updated:

About João de Deus Mena Barreto, 1º Visconde de São Gabriel

Foi um militar e político português e brasileiro.


Filho de João de Deus Barreto Pereira Pinto e Francisca Veloso, foi casado com Rita Bernarda Cortes de Figueiredo Mena e era pai de João Manuel Mena Barreto.


Assentou praça no regimento dos dragões, em Rio Pardo, tomando parte da campanha de 1801 quando, devido a atos de heroísmo, foi promovido a sargento. Participou da campanha de 1811 como tenente-coronel, guarnecendo o território das missões, comandando, entre outros, o seu primo José de Abreu Mena Barreto, barão de Cerro Largo.


Em 1816, na Guerra contra Artigas (1816-1820), derrotou inicialmente a tropa do próprio José Artigas. Depois ataca o caudilho José Antonio Berdún que mantinha domínio sobre Quaraí, Ibirocaí e Inhaduí. Mena Barreto, após o ataque, vendo que o inimigo estava em posição vantajosa no terreno, ordenou que sua tropa fingisse uma retirada, o inimigo saiu em perseguição, até uma planície mais ampla, onde Mena Barreto pode utilizar toda sua cavalaria, vencendo a batalha de Carumbé (1819). A tropa portuguesa, com 480 homens, derrotou 800 inimigos, dos 238 foram mortos, enquanto os portugueses tiveram somente 2 mortos e 22 feridos, entre eles o próprio Mena Barreto. Recuperado, coordena a ala esquerda das forças lusas, chefiadas pelo marquês do Alegrete, na batalha de Catalão, a 4 de fevereiro de 1817, saindo novamente vitorioso. Em 1818 é atacado por 1030 homens comandandos por Aranda, no arroio Gabiju, tendo derrotado-os, deixando 130 mortos, 270 prisioneiros e 600 cavalos; deixando somente um soldado de Mena Barreto morto. No mesmo ano é promovido a marechal.


Foi presidente da província de São Pedro do Rio Grande do Sul, de 29 de agosto de 1822 a 29 de novembro de 1823, como integrante da junta governativa gaúcha de 1822-1824.


Na Guerra da Cisplatina (1825-1828) não recebeu nenhum comando formal, tendo organizado tropas irregulares na fronteira, que derrotaram o inimigo no Passo Sarandi.


Adoentado, em 1832 solicita seu afastamento do exército, que lhe é concedido.


Em 1836, durante a Revolução Farroupilha (1835-1845), participa da retomada de Porto Alegre pelos legalistas. Quando Bento Manuel Ribeiro passou para o lado dos farroupilhas, escreveu a Mena Barreto convidando a seguir seu exemplo, no que o marechal negou-se. Depois da Paz de Ponche Verde retorna a Rio Pardo, onde falece.


É dignatário da Imperial Ordem do Cruzeiro, comendador da Imperial Ordem de Avis e foi agraciado visconde de São Gabriel, em 10 de fevereiro de 1836.


É o patriarca da família Mena Barreto, tendo usado o seu sobrenome e o de sua esposa, não usando o nome Pereira Pinto. Pai de Gaspar Francisco Mena Barreto e José Luís Mena Barreto.

Fonte: (http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_de_Deus_Mena_Barreto,_visconde_de_S%C3%A3o_Gabriel)

Assentou praça no regimento dos dragões, em Rio Pardo, tomando parte da campanha de 1801 quando, devido a atos de heroísmo, foi promovido a sargento. Participou da campanha de 1811 como tenente-coronel, guarnecendo o território das missões, comandando entre outros, o seu primo José de Abreu Mena Barreto, barão de Cerro Largo.


Em 1816, na Guerra contra Artigas, derrotou inicialmente a tropa do próprio José Artigas. Depois atacou o caudilho José Antonio Berdún que mantinha domínio sobre Quaraí, Ibirocaí e Inhaduí. Mena Barreto, após o ataque, vendo que o inimigo estava em posição vantajosa no terreno, ordenou que sua tropa fingisse uma retirada, o inimigo saiu em perseguição, até uma planície mais ampla, onde Mena Barreto pode utilizar toda sua cavalaria, vencendo a Batalha de Carumbé. A tropa portuguesa com 480 homens, derrotou 800 inimigos, dos quais 238 foram mortos, enquanto os portugueses tiveram somente 2 mortos e 22 feridos, entre eles o próprio Mena Barreto. Recuperado, coordena a ala esquerda das forças brasileiras, chefiadas pelo marquês do Alegrete, na Batalha de Catalão, a 4 de fevereiro de 1817, saindo novamente vitorioso. Em 1818 é atacado por 1030 homens comandandos por Aranda, no arroio Gabiju, que é derrotado, deixando 130 morto, 270 prisioneiros e 600 cavalos; deixando somente um soldado de Mena Barreto morto. No mesmo ano é promovido a marechal de campo, será tenente general em 1824.


Fonte: (http://sanguepalmeiro.blogspot.com.br/2011/05/capitulo-iv-maria-candida-da-fontoura.html)

view all 11

João de Deus Mena Barreto, 1º Visconde de São Gabriel's Timeline

1769
July 2, 1769
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1790
September 3, 1790
Age 21
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1796
March 9, 1796
Age 26
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1798
July 10, 1798
Age 29
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1799
September 21, 1799
Age 30
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1808
August 5, 1808
Age 39
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1810
December 6, 1810
Age 41
1824
January 24, 1824
Age 54
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil
1849
August 27, 1849
Age 80
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
????