José Resende Costa, Filho

Is your surname Resende Costa?

Research the Resende Costa family

José Resende Costa, Filho's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

José Resende Costa, Filho

Birthdate:
Birthplace: Lage, MG, Brazil
Death: Died in Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Immediate Family:

Son of José de Resende Costa; José de Resende Costa, Capitão, o inconfidente pai; Anna Alves Pretto and Ana Álvares Preto
Husband of Luíza Silva
Father of Marcelino de Rezende Costa
Brother of Francisca Cândida de Resende

Occupation: Conselheiro; Inconfidente degredado para Santiago de Cabo Verde - Deputado da Primeira Constituinte
Managed by: Private User
Last Updated:

About José Resende Costa, Filho

Nascido em 1765, na freguesia de São José do Rio das Mortes, e falecido no Rio de Janeiro em 17/06/1841, era o mais novo dos Inconfidentes e único não-sacerdote a voltar do degredo. Tinha 24 anos quando se envolveu na Inconfidência Mineira. Atrasou sua ida para Universidade de Coimbra, por pretender cursar a universidade projetada pelos conjurados. Após dez anos na África (1793-1803), exercendo cargos no governo de Cabo Verde, obteve licença para passar a Lisboa em 1804, onde serviu em outros cargos. Foi para o Rio de Janeiro em 1809, a chamado do príncipe regente, onde foi encarregado de tudo que era relativo a diamantes. Em 1821 foi eleito deputado para as Cortes Portuguesas por Minas Gerais, sendo também deputado na Assembléia Constituinte de 1821 e 1823, e na primeira Legislatura Ordinária em 1826. O prédio da Assembléia era a antiga Cadeia Pública de Vila Rica, e os debates legislativos travavam-se no mesmo lugar onde 31 anos antes ouvira sua condenação. Em 1827 obteve sua aposentadoria e o título de Conselheiro do Império. Em 1836 escreveu uma memória histórica sobre diamantes, seu descobrimento, contrato e administração. Em 1840 foi eleito Membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, quando então escreve sua versão da Inconfidência, comprometida pela situação política do país e por suas amargas lembranças. Sepultado na Igreja de São Francisco de Assis, em 1850, seus restos mortais foram transladados para o Cemitério do Catumbi, Rio de Janeiro. Deixou dois filhos: Antônio Pereira de Rezende e José Pereira de Rezende.

Fonte: (http://pt.rodovid.org/wk/Pessoa:350462( -------------------- Sua história está contada na Genealogia Mineira do autor Arthur Rezende, nas páginas 314 a 332, mas houve pelo menos mais dois herdeiros que não foram citados pelo autor, Ana Resende Costa e Marcelino de Resende Costa, este com descendência em Cabo Verde. Jorge Manuel Santos Sousa Brito é um dos descendentes deste Marcelino e tem sua árvore genealógica colocada na Internet (basta buscar pelo nome completo dele).

    O Conselheiro José de Resende Costa foi batizado em 15.06.1765, na Capela da Laje, filial da Matriz da Vila de São José, pelo Padre João de Resende Costa (seu tio), de licença do Capelão Padre Matheus Ficsher e tendo como padrinhos o Padre José Álvares Preto (seu tio, irmão de sua mãe) e Helena Maria de Jesus. O coadjutor era o Padre José Barbosa Pereira. Livro 7 de batismos, caixa 3, folha 226, documento do Arquivo eclesiástico da Diocese de São João del Rei.
    Ele pode ter falecido em 16.06.1841, no Rio de Janeiro, RJ, porque está é a data de abertura do seu testamento.
    Ele foi, também, um dos inconfidentes exilados na África, em Cabo Verde, na época da Rainha Dona Maria I, a exemplo de seu pai, mas ele retornou ao Brasil, onde faleceu. No volume 1 da obra "Autos de Devassa da Inconfidência Mineira", obra esta da Câmara dos Deputados, Governo do Estado de Minas

Gerais, ele aparece como a Testemunha 52ª, natural da Freguesia de São José do Rio das Mortes, morador na Aplicação de Nossa Senhora da Penha de França da Laje, com a idade de 24 anos. Está escrito que pretendia estudar em Coimbra, Portugal, e que iria em companhia do Padre Carlos Correia de Toledo, vigário de São José, mas em uma ida do citado padre a Vila Rica, para obter a licença do Exmo. Sr. Bispo, a ideia da viagem ficou postergada, e o padre passou a dissuadi-lo da viagem para Portugal. Vila Rica, em análise simples, era o lugar onde fervilhavam as ideias da Inconfidência, e a região dos atuais municípios de São João del Rei, Prados, Lagoa Dourada, Coronel Xavier Chaves, Resende Costa, Ritápolis etc. viveu intensamente a ideia do movimento (é uma região de inconfidentes e de colaboradores do movimento).

    Segundo o autor Arthur Resende, ele foi um dos constituintes da Constituição Imperial, outorgada por Dom Pedro I no início do ano de 1924 e publicou: "Conspiração em Minas Gerais, no ano de 1789", e "Memória Histórica sobre os Diamantes, seu descobrimento, contrato, administração e estabelecimentos da fábrica de Lapidação, 1836". Ele era sócio do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. (A Constituição citada, segundo o autor Ronaldo Vainfas, vigorou por todo o período imperial, até o surgimento da primeira Constituição republicana, de 1891).
    Peço licença aos leitores para transcrever aqui a cópia, feita pelo Padre Alfredo de Macedo em 15.07.1910, na Laje (atual Resende Costa, MG), de uma carta autografada do conselheiro José de Resende Costa: "Constando-me que os moradores da Capella de N. S. da Penha da França de Arraial da Laje pretendem requerer à Assemblea Legislativa Provincial o converter-se em Parochia a mesma Capella, desejando facilitar uma pretenção tão justa, declaro por esta que sendo favoravel o seu despacho, cedo à mesma (Capella) digo parochia em beneficio do Parocho quatro Apolices que possuo da Divida Publica de um conto de reis cada uma e juro de seis por cento, pª serem" os seus juros de duzentos e quarenta milrs applicados ao Parocho com a obrigação porem expressa de ensinar a ler, escrever, contar, e a Doutrina Christã aos meninos pobres da mesma Parochia. Em firma do que passo a presente por mim feita e assignada. Rio de Janeiro, 1º de Março de 1840." Assinado: José de Resende Costa.
    No Volume 9 da Obra "Autos de Devassa da Inconfidência Mineira", citada acima, constam duas cartas, a primeira, nas páginas 379 a 381, é uma carta do José de Resende Costa (o filho) ao seu cunhado, o Gervásio Pereira de Alvim (que era guarda-mor, na época), escrita em Lisboa em 24.09.1792; e a segunda, nas páginas 441 a 444, é uma carta do Padre Manuel Rodrigues da Costa a José de Resende Costa (o filho). Na primeira das cartas citadas, ele ainda estava no degredo, ele menciona suas correspondências anteriores, dirigidas tanto ao cunhado como à sua irmã, Francisca Cândida de Resende, e apresenta ao cunhado o Tenente-coronel Manuel Jacinto Nogueira da Gama, que estava para vir para o Brasil, e para a região do seu cunhado (além de outros assuntos). Asegunda carta citada já é de 20.09.1839, dois anos antes de sua morte (que ocorreu em 17.06.1841), ele residia no Rio de Janeiro, e foi uma carta informativa da história da Inconfidência Mineira.
    O autor Arthur Resende não tinha a informação do nome da esposa do conselheiro José de Resende Costa, mas informou que ele havia nascido no arraial da Laje no ano de 1765.
    Foram seus filhos, segundo o autor Arthur Resende:

- 1 - Antônio Pereira de Resende, natural de São João del Rei, MG, que foi casado com Anna Carneiro de Resende, natural de Araxá, MG. Deixaram filhos - 2 - José Pereira de Resende, que residiu em "Araponga", do atual município de Viçosa, MG, onde foi proprietário da fazenda "Barra de São Domingos". Ele foi casado com Mariana Joaquina Rodrigues e deixou 12 filhos

view all

José Resende Costa, Filho's Timeline

1765
June 15, 1765
Resende Costa, Minas Gerais, Brazil
1766
1766
MG, Brazil
1796
1796
Age 30
1841
June 17, 1841
Age 75
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
????