Is your surname Pedrosa?

Research the Pedrosa family

Mário Pedrosa's Geni Profile

Records for Mario Pedrosa

708,946 Records

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Mario da Cunha Pedrosa

Birthdate:
Birthplace: Timbaúba, Pernambuco, Brazil
Death: Died in Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
Immediate Family:

Son of Pedro da Cunha Pedrosa and Antônia Xavier de Andrade Pedrosa
Husband of Mary de Andrade Houston Pedrosa
Father of <private> Pedrosa (Houston Pedrosa)
Brother of Maria Beatriz Pedrosa Caldas; Maria Stella da Cunha Pedrosa; Manoel Xavier Vasconcellos Pedrosa; Pedro Pedrosa; Maria do Carmo da Cunha Pedrosa and 4 others

Occupation: Crítico de arte
Managed by: Private User
Last Updated:
view all 13

Immediate Family

About Mario da Cunha Pedrosa

Crítico e historiador de arte, Mário Pedrosa nasceu a 25 de abril de 1900, no Engenho Jussaral, distrito de Cruanji, Timbaúba. Filho de Antônia Xavier Pedrosa e Pedro da Cunha Pedrosa que foi deputado estadual, senador e vice-presidente (cargo equivalente a vice-governador) da Paraíba.

Desde 1902 morou Paraíba e em 1914 foi estudar no Institut Quinche, em Chateau de Vidy, em Lausane, Suíça. De volta ao Brasil, tornou-se, em 1923, bacharel pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro. Em 1927, seguiu para Berlim, Alemanha, onde estudou filosofia, sociologia e estética.

A carreira de crítico literário teve início da década de 1930. Foi um dos fundadores, em 1948, da Associação Internacional de Críticos de Arte, da qual foi vice-presidente.

Presidiu a Associação Brasileira de Críticos de Arte; foi diretor do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Atuou, como crítico de arte, em vários jornais brasileiros: Diario da Noite (SP), Correio da Manhã (RJ), Jornal do Brasil (RJ), entre outros.

Organizou bienais, publicou vários livros sobre arte e foi professor de História da Arte, na Faculdade Nacional de Arquitetura.

Militante político, era filiado ao Partido Comunista Brasileiro (PCB) desde 1926, do qual foi expulso em 1929, por divergências internas do Partido.

Esteve exilado por duas ocasiões: a primeira, durante o Estado Novo, quando seguiu para Paris e Nova Iorque; a segunda, em 1970, quando o governo militar brasileiro decreta sua prisão e ele refugia-se no Chile.

Absolvido pelo Tribunal Militar do Rio de Janeiro em 1977, voltou ao Brasil e retomou sua atividade de crítico de arte. Foi, também, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT).

Morreu no Rio de Janeiro, a 05 de novembro de 1981.

Principais obras: "Forma e Personalidade" (1915); "Panorama da Pintura Moderna" (1952); "Dimensões da Arte" (1954); "Mundo, Homem, Arte em crise" (1972), "Arte, Forma e Personalidade" (1976), "A Crise Mundial do Imperialismo" (1979); "Rosa de Luxemburgo" (1979).

Do site www.pe-az.com.br (em 29 de janeiro de 2009)

Existe um verbete sobre ele na Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1rio_Pedrosa

view all

Mário Pedrosa's Timeline

1900
April 25, 1900
Timbaúba, Pernambuco, Brazil
1981
November 5, 1981
Age 81
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
????