Manoel Dias de Toledo (1802 - 1874) MP

public profile

Is your surname Dias de Toledo?

Research the Dias de Toledo family

Manoel Dias de Toledo's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Birthplace: Porto Feliz, Porto Feliz, São Paulo, Brazil
Death: Died in São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brazil
Managed by: Marcelo Dias de Toledo
Last Updated:
view all 25

Immediate Family

About Manoel Dias de Toledo

Manoel Dias de Toledo (Porto Feliz, 23 de abril de 1802 — São Paulo, 6 de Março de 1874) foi um jurista e político brasileiro.

Doutor em direito e conselheiro honorário, foi deputado provincial e geral, presidente da então província de Minas Gerais de 1834 a 1836, oficial da ordem da Rosa, diretor da penitenciária de S. Paulo. Foi casado com Izabel Martins Bonilha, f.ª do alferes Francisco Martins Bonilha, de S. Bernardo, e de sua mulher Escholastica Jacintha Branca. Teve 14 filhos.

   Segundo Silva Leme, vol. 5 pág. 1283: Manoel Dias de Toledo era doutor em Direito e conselheiro honorário, foi deputado provincial e geral, presidente da Província de Minas Gerais, oficial da Ordem da Rosa, diretor da Penitenciária de S.Paulo.
   Em 1836 aparece como lente proprietário da cadeira de Direito Criminal da Academia Jurídica de São Paulo (Faculdade do Largo São Francisco). Era professor do terceiro ano.
   A carreira parlamentar de Manoel Dias de Toledo foi extensa e acompanhou a instalação das estruturas de poder legislativo no país. Começou com a primeira eleição para a Assembléia Provincial de São Paulo, em 1834. Foi eleito com 26 votos, tantos quanto seu irmão Antonio. Mas o pleito foi anulado.
   Na eleição seguinte, Manoel foi um dos mais votados, 354 votos, assumindo o mandato de deputado na primeira legislatura, entre 1835 e 1837. A votação foi menos expressiva no pleito para a segunda legislatura (1838/1839), mas os 209 votos foram suficientes para lhe renovar a vaga no parlamento, o que seu irmão Antonio não conseguiu. Na eleição para a terceira legislatura (1840/1841), Manoel conseguiu 283 votos e voltou à Assembléia. A história se repetiu na quarta Legislatura (1842/1843), com 308 votos. Não disputou ou ao menos não se elegeu no pleito para o biênio seguinte. Mas voltaria à Assembléia para a sexta Legislatura (1846/1847) com 418 votos.
   A partir daí sua performance eleitoral entrou em declínio. Seu nome só voltaria a aparecer entre os suplentes da décima Legislatura (1854/1855), quando obteve 153 votos. Foram 157 votos no pleito seguinte e nova suplência. Terminava, assim, em 1857, sua carreira parlamentar.
   A política fazia parte também de sua vida pessoal. Sua mulher, Isabel Martins Bonilha, era filha de um suplente de deputado provincial, Francisco Martins Bonilha.

Em 1.850, o Conselheiro Manoel Dias de Toledo que obteve a posse de Rio Grande do Alferes Bonilha, mandou construir próxima a estação ferroviária uma pousada a fim de dar abrigo não só aos trabalhadores da estrada de ferro como também aos viajantes que por Rio Grande passavam. Consta ainda que colaborou na construção da primeira Cadeia Pública e na criação de um Correio.

Em 1.870, o Conselheiro Manoel Dias Toledo exigiu a criação na Vila de um correio como também uma cadeira de primeiras letras, para o sexo masculino, que foi instalada pela Lei nº 45, de 29 de março de 1.870.

view all 17

Manoel Dias de Toledo's Timeline

1802
April 23, 1802
Porto Feliz, Porto Feliz, São Paulo, Brazil
1830
1830
Age 27
1850
June 20, 1850
Age 48
1874
March 6, 1874
Age 71
São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brazil
????