Is your surname Farias?

Research the Farias family

Mauro Farias's Geni Profile

Records for Mauro Farias

355,432 Records

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Mauro Farias

Birthdate:
Immediate Family:

Son of <private> Farias; Roberto Farias; <private> Chícharo and <private> Chícharo
Husband of <private> Perisée; Melanie Dimantas and Heloisa Périssé
Ex-husband of <private> Dimantas
Father of <private> Farias; <private> Farias; <private> Farias; <private> Farias; <private> Dimantas de Farias and 3 others
Brother of Lui Farias; Maurício de Farias; <private> de Farias; <private> Farias; <private> Farias and 1 other

Occupation: Cineasta
Managed by: Lúcia Pilla
Last Updated:
view all 23

Immediate Family

    • <private> Dimantas
      ex-spouse
    • <private> Farias
      child
    • <private> Farias
      child
    • <private> Farias
      child
    • <private> Perisée
      spouse
    • <private> Farias
      child
    • <private> Dimantas de Farias
      child
    • <private> Dimantas de Farias
      child
    • <private> Dimantas de Farias
      child
    • Minor Child
      child

About Mauro Farias

Cineasta, estreou na direção de longas-metragens com a comédia Não quero falar sobre isso agora (1989), premiado no Festival de Gramado. Pisou num set de filmagem pela primeira vez aos nove anos, como figurante de Toda donzela tem um pai que é uma fera (1966), dirigido por seu pai, o cineasta Roberto Farias. Aos 12, foi ator em As aventuras de tio Maneco, considerado um clássico do cinema infanto-juvenil brasileiro, dirigido por Flávio Migliaccio e produzido por Roberto Farias. Nascido em 1957, no Rio de Janeiro, formou-se em economia pela PUC-RJ, mas não exerceu a profissão. Na década de 1980, trabalhou como assistente de direção em vários filmes, entre eles Pra frente Brasil (1981) e Os Trapalhões no auto da Compadecida (1986), ambos dirigidos por Roberto Farias. Também trabalhou nos filmes do irmão Lui, sendo produtor executivo de Com licença, eu vou à luta (1985) e assistente de direção de Lili, a estrela do crime (1987). Realizou em seguida o média-metragem O enfermeiro (1989), adaptação para as telas do conto de Machado de Assis para o projeto Contos no Cinema, do canal Telecine. Na televisão, dirigiu duas minisséries e duas novelas, assim como vários episódios do programa global Você Decide. Em 2000, filmou Duas vezes com Helena, adaptação de uma história de Paulo Emílio Salles Gomes. Em 2006, fez O diário de Tati, baseado no livro e na personagem criados por Heloisa Perissé.

Fonte: http://www.filmeb.com.br/quemequem/html/QEQ_profissional.php?get_cd_profissional=PE307