Patrício José Corrêa da Camara, Visconde de Pelotas (1744 - 1827) MP

public profile

Is your surname Corrêa da Camara?

Research the Corrêa da Camara family

Patrício José Corrêa da Camara, Visconde de Pelotas's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Birthplace: SANTO ELOY, Lisbon, Lisboa, Portugal
Death: Died in Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
Occupation: Militar
Managed by: ABEL LIMA RIVERO
Last Updated:

About Patrício José Corrêa da Camara, Visconde de Pelotas

Patrício José Correia da Câmara, primeiro e único barão e primeiro visconde de Pelotas, (Lisboa, c. 1737 — Rio Pardo, 28 de maio de 1827) foi um nobre e militar brasileiro.

Filho de Gaspar José Correia da Câmara e Isabel Inácia Correia James, nasceu a bordo do navio com destino a Portugal, na viagem que fizeram seus pais a Lisboa, onde foi batizado católico. Foi casado com Joaquina Leocádia da Fontoura.

Sentou praça em Portugal, tendo servido na Índia portuguesa e depois no Estado do Brasil, uma colônia do império português, território onde chegou com o posto de capitão, tendo naturalizado-se brasileiro aquando da independência do Brasil (1822) do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves (1815-1822) e da fundação do Império do Brasil (1822-1889). Nomeado tenente-coronel comandante da fronteira, em Rio Pardo, exerceu o cargo por mais de cinquenta anos. Participou das campanhas do Rio Grande do Sul em 1801, primeira campanha cisplatina e da Guerra contra Artigas, chegando ao posto de general. Agraciado comendador da Imperial Ordem de São Bento de Avis. Era fidalgo cavaleiro da casa imperial brasileira e da casa real portuguesa, esta por alvará de 16 de novembro de 1808.

É avô do segundo visconde de Pelotas, José Antônio Correia da Câmara, do barão de São Nicolau, Leopoldo Augusto da Câmara Lima, e trisavô de Armando Pereira Correia da Câmara, professor, filósofo cristão e político brasileiro que foi senador e reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Patr%C3%ADcio_Jos%C3%A9_Correia_da_C%C3%A2mara_(visconde)

ERSONAGENS DA HISTÓRIA MILITAR - MARECHAL PATRÍCIO JOSÉ CORREIA DA CÂMARA

  • 12/10/1744 – a bordo de navio com destino a Portugal

+ 28/05/1827 – Rio Pardo-RS

Patrício Corrêa da Câmara, filho de Gaspar José Correia da Câmara e Isabel Inácia Correia James, nasceu em 12 de outubro de 1744 em viagem marítima, quando sua família transferia-se da Ilha Terceira para Lisboa.

Sentou praça em Portugal, servindo na Índia e depois no Brasil, onde chegou como capitão e naturalizou-se brasileiro. Dedicou sua vida militar, de capitão a tenente general graduado - de 1771 a 1827 - à fronteira do Rio Pardo. Neste período ajudou a dilatar a fronteira primitiva que incorporou, em 1801, o território dos Setes Povos das Missões, e, de 1812 a 1821, incorporou o Distrito de Entre Rios, entre os rios Santa Maria, Quaraí, Uruguai e Ibicuí.

Durante a Guerra da Restauração do Rio Grande, teve papel destacado como major. No comando dos Dragões do Rio Grande, empreendeu ao forte espanhol Santa Tecla. Em 25 de março de 1776, após 26 dias de cerco, a guarnição espanhola capitulou e o forte foi evacuado e destruído dois dias depois.

Nas campanhas da Divisão de Observação na Banda Oriental, de 1811 a 1812, liderou tropas no setor entre São Diogo e Bagé. Seus 67 anos de idade, contudo, pesavam e foi forçado a repousar em Rio Pardo. No exercício de suas funções na Fronteira de Rio Pardo, deslocava-se em carretas, quando impedido de caminhar ou cavalgar em função de ataques de gota.

D. Diogo de Souza, governador militar da Cisplatina, comunicou ao Rei que os serviços prestados por mais de meio século pelo Marechal de campo efetivo Patrício José Corrêa da Câmara, constituíam um padrão de lealdade e de glória para o Exército de Portugal.

Durante a Guerra contra Artigas, como comandante da Fronteira do Rio Pardo, impossibilitado de combater em função da idade avançada, providenciou do Rio Pardo o apoio logístico e administrativo necessário às tropas, por intermédio de seu filho Brigadeiro Bento Corrêa da Câmara.

Patrício Corrêa da Câmara recebeu o título de primeiro Visconde de Pelotas e foi agraciado comendador da Imperial Ordem de São Bento de Avis. Era fidalgo cavaleiro da casa imperial brasileira e da casa real portuguesa, esta por alvará de 16 de novembro de 1808.

Foi casado com Joaquina Leocádia da Fontoura.

O Marechal Patrício Corrêa da Câmara faleceu em 28 de maio de 1827, sendo sepultado no portal da igreja matriz de Nosso Senhor dos Passos, em Rio Pardo, sua terra de coração. É considerado o patrono da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada do Exército Brasileiro, com sede em Bagé-RS.

  . Postado por Carlos Daróz às 18:34 Marcadores: Biografia, Guerras no Prata, Período Colonial

view all 20

Patrício José Corrêa da Camara, Visconde de Pelotas's Timeline

1744
October 12, 1744
Lisbon, Lisboa, Portugal
1782
September 12, 1782
Age 37
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1784
September 17, 1784
Age 39
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1786
July 26, 1786
Age 41
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1789
February 15, 1789
Age 44
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1790
April 5, 1790
Age 45
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1827
May 28, 1827
Age 82
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brazil
1865
April 11, 1865
Age 82
1930
1930
Age 82