Pedro Taques de Almeida (b. - 1724)

public profile

13

Matches

0 0 13
Adds birth date, birth place, more complete death date, death place, burial place, middle name, sibling(s) and child(ren).

View Pedro Taques de Almeida's complete profile:

  • See if you are related to Pedro Taques de Almeida
  • Request to view Pedro Taques de Almeida's family tree

Share

Birthdate:
Death: Died
Cause of death: Assassinado.
Managed by: Lúcia Pilla
Last Updated:

About Pedro Taques de Almeida

PEDRO TAQUES DE ALMEIDA, que em 20 de março de 1701 escreveu uma carta ao governador geral D. João de Lencastre em que afirma:

«Dizem os homens que tem andado este sertão que é e será mais fácil conduzir gado dos currais desta cidade da Bahia para as Minas do que levá-los destas capitanias de São Paulo.» Estava-se preocupando o governador com o abastecimento das Minas, dada a grande fome que assolara os mineiros nos anos anteriores a ponto de forçar sua evacuação. Diz também que o Quinto era de 12 arrobas, das quais sete arrecadadas em São Paulo e cinco em Taubaté. Comenta que Borba Gato, agraciado por Artur de Sá e Menezes com o título de tenente-general como recompensa a seu serviço ao Rei, fizera pesquisas e novas descobertas de prata».

Eram erros grosseiros, porém, como logo se veria: Borba Gato confundira o ouro paladiado das proximidades de Sabará com prata. A carta diz que «o tenente-general Manuel Borba Gato trouxe agora ao general Artur de Sá e Menezes umas folhetas limitadas, que parece foram douradas, que me certifica o dito general era prata achada entre ouro das quebradas, em que alguns serros daquele território afocinham, porque raspando o dourado mostra prata, e neste mesmo sítio se descobriu ouro, que os mineiros puseram-lhe o nome de prateado, porque é mais prata que ouro, razão por que não o lavram, por não ter valor; e sem mineiros será dificil descobrir-se prata.» Deduz-se por esta carta que os mineiros se tornavam exigentes e não mais se davam ao incômodo de lavrar sítio onde a prova não desse de meia oitava para cima, havendo ribeiros onde eram frequentes bateadas de meia libra. Cada negro lavrava por dia umas 40 - 50 batéias de terra.

Distribuidas as datas nos primeiros anos, os paulistas andavam felizes, tirando ouro facil das lavagens, batéias peneirando o cascalho dos rios, ou trabalhando com picaretas e almocafres nos filões superficiais. Esta fase pioneira logo acabaria.

Seu filho foi João de Góis e Almeida, sertanista.

Fonte: WP