Is your surname Gonçalves Pereira?

Research the Gonçalves Pereira family

Rui Gonçalves Pereira's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Rui Gonçalves Pereira

Also Known As: "1º senhor da quinta e honra de Pereira"
Birthdate:
Death: (Date and location unknown)
Immediate Family:

Son of Gonçalo Rodrigues da Palmeira and Froilhe Afonso de Celanova
Husband of Inês Sanches and Sancha Henriques de Portocarreiro
Father of Froile Rodrigues de Pereira; Pedro Rodrigues Pereira and Maria (Mécia) Rodrigues Pereira
Brother of Gonçalo Gonçalves de Palmeira; Fernando Gonçalves da Palmeira and Elvira Gonçalves de Palmeira

Occupation: Rico-homem do Reino de Portugal, tendo sido Senhor da Quinta de Pereira.
Managed by: Eduardo C. Ferreyra Semería
Last Updated:

About Rui Gonçalves Pereira

Wikipédia PT

Foi um Rico-homem do Reino de Portugal, tendo sido Senhor da Quinta de Pereira e da honra do mesmo nome de onde veio a retirar nome de família.

---

Rodrigo Gonçalves Pereira, o primeiro que usou deste apelido... Foi senhor do Castelo de Lanhoso, o qual trazem ardendo sobre um rochedo. os seus descendentes com o nome de Pereiras de Berredo. in «Da Corografia Portugueza...», de António Carvalho da Costa, 1712, Tomo 3, pg. 481

---

D. RUY GLZ PR.A f.o do 1.o Matrimonio de D. Goncallo Rz de Palmeira N 8 deste $ 1. Foi Rico Homem, e uzou do appellido de Pereira como diz Jeronimo Pardo nas Ezcellencias de S. Thiago de hua q.ta q teve junto ao Rio de Ave no Couto de Palmeira na freg.a de S. Pedro Fins onde esteve hua Torre de q se mostrao hoje ruinas; achou-se com seu Pay em m.tas batalhas e foi Sr. do Castello de Lanhozo. Cazou 1.a vez com D. Ignez Sanches a qual estando no Castello de Lanhozo se namorou de hum frade do Mosteiro de Bouro, e o meteo dentro do Casteilo, o q sabido por D. Ruy Glz q andava por fora se veyo ao d.o Castello, e fechando-Ihe as portas Ihe deitou fogo, queimando tudo o q dentro nelle se achava, Frade, criados, bestas etc., e dizendo-Ihe alguas pessoas q fizera mal em Ihe deitar fogo por q poderião os criados q dentro se achavão morrer inosentes — respondeu q havia desasete dias q o Frade havia entrado p.a dentro do Castello, e q era empossivel q em tanto tempo deixassem de o saber, e corno Ihe nao dera ninguem p.te q todos julgava cumpleces do deljto. Cazou 2.a vez com D. Sancha Henriques de Porto Carrero f.a de D. Henriques Fz Magro 2.o Sr. do Couto de Portocarreiro, por sua m.er D. Ouruanna Reymão de Portocarreiro tt.o de Portocarreiro $ 1 N 2 [...]. (NFP, 1941, Pereiras $ 1 N 9)