Salomão Benevides Gadelha (1957 - 2010)

public profile

Is your surname Benevides Gadelha?

Research the Benevides Gadelha family

Salomão Gadelha's Geni Profile

Records for Salomão Benevides Gadelha

6,586 Records

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Birthplace: Sousa, Paraíba, Brazil
Death: Died in Pombal, Paraíba, Brazil
Managed by: Carla Assenheimer (C)
Last Updated:
view all 17

Immediate Family

About Salomão Benevides Gadelha

1957 - Salomão Gadelha nasce em Sousa, em 29 de agosto. Filho de José de Paiva Gadelha e Miriam Benevides Gadelha, é o caçula de sete irmãos e uma irmã.


1960 – Brasília é inaugurada. Jânio Quadros é eleito Presidente da República. Jango é seu vice. Na Paraíba, Pedro Gondim se elege governador com ampla maioria. Zabilo Gadelha, tio de Salomão, é o vice.


1962 – O Brasil é bicampeão do mundo.


1963 - Faz seu primeiro discurso aos seis anos de idade, em prol da candidatura de Felinto da Costa Gadelha, primo legítimo de seu pai e avô de sua esposa Aline. Feliz ironia em diversos sentidos, visto que Felinto, ou como era mais conhecido, Tozinho, foi o prefeito que levou água encanada à cidade de Sousa. Anos mais tarde, Salomão seria o prefeito a levar água de graça para a população carente da Cidade Sorriso, através da criação do DAESA – Departamento de Águas e Esgotos de Sousa.


1966 - Seu pai, José de Paiva Gadelha é eleito deputado federal pelo recém fundado Movimento Democrático Brasileiro – MDB. Também foram eleitos, no mesmo ano, o senador Ruy Carneiro e os sousenses Antonio de Paiva Gadelha, seu tio, e Laércio Pires de Sousa, todos pelo MDB.


1968 – Salomão Gadelha é aprovado no concurso de admissão ao ginásio e ingressa na primeira série ginasial do Colégio Comercial Cônego José Viana.


1970 – São eleitos deputados federais por Sousa Marcondes Gadelha (MDB), seu irmão, e Antonio Mariz (ARENA). Também eleitos por Sousa os deputados estaduais Ananias Gadelha, tio de sua esposa, Aline, Laércio Pires (MDB) e Eilzo Nogueira Matos (ARENA).


1970 - O Brasil é tricampeão do mundo. Salomão assiste a final da copa do mundo ao lado dos irmãos Paulo, Marcondes e Dalton Gadelha, na cidade de Sousa.


1971 – Salomão é eleito presidente do grêmio secundarista de Sousa e, juntamente com Lucio Mattos, Ricardo Gadelha e Lauremília Lucena, realizam a I Semana Secundarista de Sousa.


1972 – Transfere-se para Recife e inicia o curso científico no Colégio Torres, pertencente ao famoso gramático Manoel Torres, paraibano de Catolé do Rocha.


1973 – Salomão Gadelha conhece pessoalmente o grande escritor Ariano Suassuna, que proferiu palestra em sua sala de aula, no Colégio Torres.


1974 - Dos 22 estados brasileiros, o MDB vence as eleições para o Senado em 16 deles. Salomão, em Pernambuco, engaja-se na campanha de Marcos Freire para o Senado, e também participa da campanha de senador de Ruy Carneiro, na Paraíba, bem como da dos irmãos Paulo e Marcondes, respectivamente candidatos a deputado estadual e federal, ambos saindo vitoriosos do pleito. 1975 – Aprovado em primeiro lugar para o curso de Direito na Universidade Católica de Pernambuco e em sétimo lugar no vestibular unificado de Pernambuco. Eleito representante de turma.


1976 – Eleito presidente de classe mais uma vez. Inicia a luta pela reabertura dos Diretórios Acadêmicos da Universidade Católica de Pernambuco.


1977 – Após dez anos de fechamento, os DAs são reabertos. Eleições convocadas. Salomão é eleito presidente do Diretório Acadêmico do Centro de Ciências Sociais da UNICAP, com 82% dos votos, envolvendo dezoitos cursos, nos quais estavam inseridos quatro mil alunos. Encampa, ao lado de Raul Jungman e Paulo Resende, a luta pela libertação do preso político Cajá. Lidera diversas manifestações pela revogação do AI-5 e do Decreto Lei 477, que proibia debates políticos nos colégios e universidades e permitia a cassação de direitos estudantis.


1978 – Nasce sua primeira filha, Mirella, em Recife, fruto do seu primeiro casamento com a escritora Marília Arnaud. Integrou a coordenação geral das campanhas de Jarbas Vasconcelos (MDB) ao Senado, Roberto Freire à Câmara Federal e Mano Teodósio à Assembleia Legislativa de Pernambuco. Também participou ativamente nas campanhas de Humberto Lucena, ao Senado, Marcondes Gadelha, para deputado federal e Paulo Gadelha para deputado estadual, na Paraíba.


1979 – Conclui o curso de direito, sendo eleito orador de turma.


1979 – Pronuncia discurso no Teatro de Parque.É eleito orador geral de todos os cursos da Universidade Católica de Pernambuco, realizando contundente pronunciamento contra a ditadura militar e denunciando as duras violações aos direitos humanos promovidas durante o regime, na presença do general comandante do Quarto Exército, que integrava a mesa.


1979 – Foi membro da comissão organizadora do comício de recepção ao ex-governador Miguel Arraes, que, em razão da Lei de Anistia, retornava ao Brasil de seu longo exílio. Grande comício no Largo de Santo Amaro.


1980 – Retorno à Sousa. Assume a gerência adjunta da Algodoeira André Gadelha Ltda.. Passa a lecionar a disciplina de Direito Penitenciário na Faculdade de Direito de Sousa. Também ensina Direito Usual e Legislação aplicada no curso de técnico em contabilidade do Colégio Comercial Cônego José Viana. O papa João Paulo II visita o Brasil.


1981 – Inaugura a Rádio Jornal de Sousa. Em 14 de novembro, morre o seu pai, José de Paiva Gadelha, vítima de um enfisema pulmonar.


1982 – Eleições gerais no Brasil, exceto para presidente da República. Coordena as campanhas de Marcondes Gadelha ao Senado, Doca Gadelha a deputado estadual, Cozinho Gadelha a prefeito e Tarcísio Burity a deputado federal, todos vitoriosos pelo PDS.


1983 – Eleito presidente do Sindicato das Indústrias de Beneficiamento de Algodão da Paraíba, passando a integrar o Conselho da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba.


1984 – Hospeda em sua residência em Sousa o Ministro Mário Andreaza, pré- candidato à Presidência da República.


1985 – Idealiza e põe em prática o Projeto Juventude, propiciando atividades culturais para os jovens.


1986 – O presidente José Sarney põe em prática o famoso Plano Cruzado.


1987 – Eleito primeiro vice-presidente da AMANE – Associação dos Maquinistas de Algodão do Nordeste, com sede em Fortaleza.


1988 – É promulgada a Constituição Cidadã. Na noite de Natal, noiva com sua futura esposa, Aline Pires Gadelha. Idealiza e inaugura a Rádio Líder FM.


1989 – Assume a função de primeiro Juiz Classista da então Junta de Conciliação e Julgamento de Sousa, representando os empregadores.


1989 - Casa-se com Aline Pires Gadelha.


1989 - Nasce a sua filha Myriam. Depois do imbróglio jurídico Sílvio Santos/ Marcondes Gadelha, Fernando Collor é escolhido o primeiro presidente da república após 29 anos sem eleições diretas.


1990 – Eleito pela terceira vez presidente do Sindicato das Indústrias de Beneficiamento de Algodão da Paraíba.


1991 – Nasce o seu filho José Lafayette.


1994 – O Brasil é tetracampeão do mundo. Salomão assiste a final da copa do mundo com seus filhos e sua mãe, Miriam Gadelha. Antônio Mariz e Marcondes Gadelha fazem as pazes. Sousa unida consegue eleger seu primeiro governador.


1997 – Inicia as obras do Cotton Shopping Center.


1998 – Falece sua mãe Miriam Benevides Gadelha. Marcondes Gadelha volta à Câmara dos Deputados.


1999 – Nasce sua filha Maria Alice.


2000 – Disputa sua primeira eleição para Prefeito de Sousa. Morre seu irmão Doca Gadelha, brilhante deputado, advogado e professor universitário.


2002 – Assume a presidência do Consórcio de Turismo Intermunicipal do Vale dos Dinossauros. Lula é eleito pela primeira vez Presidente da República. A saúde de Sousa é municipalizada graças aos esforços e à visão desbravadora da esposa Aline Gadelha.


2004 – É reeleito Prefeito de Sousa, com confortável maioria.


2005 – Eleito membro do Diretório Estadual do PMDB na Paraíba.


2006 – Foi eleito Presidente da União Nordestina de Prefeitos, no segundo encontro nordestino de prefeitos, na cidade de Natal. Os serviços de água e esgoto de Sousa são municipalizados. É recebido pelo Presidente Luís Inácio Lula da Silva. Coordena, juntamente com sua esposa Aline, as candidaturas de Marcondes e Leonardo Gadelha, ambos são eleitos. Falecimento de sua esposa Aline Gadelha em 7 de dezembro de 2006.


2007 – É inaugurado em Sousa o Centro Cultural Banco do Nordeste, com a presença do então Ministro da Cultura Gilberto Gil. O petróleo da Bacia do Rio do Peixe é licitado. Como Presidente da Unep, realiza terceiro encontro nordestino de prefeitos em Recife. Promove, em João Pessoa, o primeiro Seminário Interdisciplinar de Políticas Públicas para a Geração de Energia Solar.


2008 – Último ano de mandato. Construído o Centro de Tradições Ciganas em parceria com a Eletrobrás. Realiza quarto encontro nordestino de prefeitos em Fortaleza. Promove o segundo Seminário Interdisciplinar de Políticas Públicas para Geração de Energia Solar em Natal. Promove o segundo Seminário Interdisciplinar de Políticas Públicas para Geração de Energia Solar em Brasília.


2009 – Inaugura seu escritório de advocacia em João Pessoa.


2009 - É lançado candidato a deputado estadual na convenção do PMDB em Sousa. É reeleito membro do diretório estadual do PMDB na Paraíba.


2010 –No dia 6 de Fevereiro, nasce sua primeira neta, Marina, filha do médico Gustavo Andrade e de sua filha Mirella Gadelha. Registra sua candidatura a deputado estadual pelo PMDB.

Fonte: Portal Cnz

view all

Salomão Gadelha's Timeline

1957
August 25, 1957
Sousa, Paraíba, Brazil
1989
1989
Age 31
2010
November 25, 2010
Age 53
Pombal, Paraíba, Brazil
????