Sebastião Arruda Botelho (1642 - d.)

‹ Back to Arruda Botelho surname

Is your surname Arruda Botelho?

Research the Arruda Botelho family

Sebastião Arruda Botelho's Geni Profile

Records for Sebastião Arruda Botelho

7,172 Records

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Birthplace: Ribeira Grande, Ilha de São Miguel, Azores, Portugal
Death: Died in Brazil
Managed by: Adolpho Gordo
Last Updated:

About Sebastião Arruda Botelho

"Natural de Ribeira Grande, Ilha de São Miguel, o primeiro com o sobrenome de Arruda Botelho, foi casado com Izabel de Quadros, natural de São Paulo, batizada em 1643, falecida em Itu em 1721, filha de Bartholomeu de Quadros e de Izabel Bicudo de Mendonça, neta de D. Bernardo de Quadros, descendente de nobre família de Sevilha e que ocupou em São Paulo em 1593 o cargo de Provedor e administrador das Minas e Juiz de Órfãos em São Vicente e que foi casado com D. Cecília Ribeiro, natural do Porto, falecida em São Paulo em 1667. Os três irmãos chegaram à Capitania de São Vicente, no Brasil, em 1654; Sebastião, presumimos com 16 anos, André com 15 e Francisco com 14. Os 3 irmãos (de 15) casaram com 3 irmãs Bicudo: Sabemos que André casou-se com Anna, em Parnahíba, em 5 de fevereiro de 1665, ele com 26 anos e ela com 21. André faleceu em Itu, com 80 anos, em 1719, deixando 10 filhos. Calculamos que Sebastião de Arruda Botelho, seu irmão mais velho, tenha casado com Izabel, também em Parnahíba, no ano de 1663, com 25 anos, tendo Izabel 21 mais ou menos. Izabel nasceu em 1643 e faleceu em Itu em 1721, com 78 anos, deixando 13 filhos. Calculamos que o caçula, Francisco, tenha casado com 24 anos, em 5 de março de 1664, também em Parnahíba, com Maria que tinha 27 anos. Francisco faleceu com 44 anos, em Parnaíba, no ano de 1684, deixando 9 filhos. As três irmãs eram filhas de Bartholomeu de Quadros e de Izabel Bicudo que, por sua vez, era irmã de Beatriz que foi casada com o celebre Bandeirante, capitão-mor Antonio Raposo Tavares. Vê-se que Sebastião (o único que adotou o nome da mãe, Arruda e o do pai Botelho, iniciando a grande Família de Arruda Botelho, em São Paulo), André e Francisco, tornaram-se sobrinhos dos célebres Bandeirantes, Capitão Diogo da Costa Tavares e capitão-mor Antonio Raposo Tavares. Portanto os três irmãos, bem como sua descendência, incorporaram-se à Família dos Bandeirantes; rudes de acordo com o meio e a época em que viviam, porém heróicos; a eles nossa Pátria deve seu imenso território."

Fonte: http://www.arruda.botelho.nom.br/#