Vidal José de Oliveira Ramos, Junior (1866 - 1954)

‹ Back to de Oliveira Ramos surname

Is your surname de Oliveira Ramos?

Research the de Oliveira Ramos family

Vidal Ramos, Governador de Santa Catarina's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Birthplace: Lages, Santa Catarina, Brazil
Death: Died in Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
Managed by: Lúcia Pilla
Last Updated:
view all 19

Immediate Family

About Vidal José de Oliveira Ramos, Junior

Vidal José de Oliveira Ramos Júnior (Lages, 24 de outubro de 1866 — Rio de Janeiro, 2 de janeiro de 1954) foi um político brasileiro.

Filho de Vidal José de Oliveira Ramos e Júlia Ribeiro de Sousa Ramos, casado com Teresa Fiuza Ramos, de cuja união nasceram 14 filhos:

  1. Rachel Ramos da Silva (26 de fevereiro de 1887 — 8 de janeiro de 1983)
  2. Nereu de Oliveira Ramos (3 de setembro de 1888 — 18 de junho de 1958)
  3. Hugo de Oliveira Ramos (21 de maio de 1890)
  4. Acácio de Oliveira Ramos (20 de fevereiro de 1892 — 29 de julho de 1918)
  5. Maria Júlia Ramos Wendhausen (12 de janeiro de 1894 — 10 de junho de 2001)
  6. Jonas de Oliveira Ramos (11 de setembro de 1895 — 6 de junho de 1923)
  7. Celso Ramos (18 de dezembro de 1897 — 1 de abril de 1996)
  8. Mauro de Oliveira Ramos (12 de outubro de 1899 — 12 de janeiro de 1981)
  9. Ruth Ramos (13 de junho de 1901)
  10. Olga de Oliveira Ramos (30 de abril de 1903 — 29 de novembro de 1915)
  11. Daura Ramos Rocha (23 de agosto de 1905)
  12. Vidal Ramos Júnior (1 de maio de 1908 — 15 de setembro de 1962)
  13. Joaquim Fiuza Ramos (27 de julho de 1910 — 5 de fevereiro de 2001)
  14. Nilo Ramos (28 de abril de 1912).

Político e fazendeiro no município onde nasceu, onde também foi líder no grupo responsável pelas ideias novas para o desenvolvimento, quando fazendeiro viveu com a família na Fazenda Guarda-Mor, Coxilha Rica.

Foi Intendente, Superintendente, Deputado e Senador da República, mas na política catarinense também foi Governador do Estado, uma vez no período de novembro de 1902 a 30 de outubro de 1905; e outra no período de 28 de setembro de 1910 a 28 de setembro de 1914, sucedendo Lauro Müller. Vidal Ramos, por sua vez, não demoraria à frente do cargo, eleito como foi para à Câmara Federal. Foi, então, Senador pelo mesmo Estado, de 1915 a 1929, na vaga de Felipe Schmidt, que se elegeu Governador.

Foi deputado à Assembléia Legislativa Provincial na 26ª legislatura, de 1886 a 1887, deputado estadual na 1ª legislatura, de 1894 a 1895, na 2ª legislatura, de 1896 a 1897, na 4ª legislatura, de 1901 a 1903. Foi deputado federal na 6ª legislatura, de 1906 a 1908, na 7ª legislatura, de 1909 a 1911, renunciando em 1910, na 13ª legislatura, de 1927 a 1929.

Os seus períodos de governo creditaram a sua memória além de homenagens já prestadas, também a gratidão de toda a comunidade barriga-verde, principalmente, pela importância atribuída ao ensino público, foi ele como Governador quem realizou a primeira grande reforma no setor. Todavia, cuidou também dos melhoramentos dos portos com prioridade o de Laguna; atendeu os negócios e possibilitou a continuidade da colonização do sul catarinense; deu os meios para a continuação das obras de saneamento da Capital do Estado e levou a verdadeira dimensão do problema do Contestado ao Governo Federal.

Expandindo a sensibilidade de produtor cultivou a mentalidade da apresenação dos produtos catarinenses no exterior e levou o Estado a ser um dos participantes na Exposição de São Luiz nos Estados Unidos da América do Norte.

Conveniou com os padres jesuítas para tomarem a iniciativa do desenvolvimento do ensino de nível médio na Capital.

Foi no seu segundo período de governo que mereceu homenagem solene do Presidente da República Marechal Hermes da Fonseca, ocorrida em outubro de 1912.

No setor da agropecuária teve atenções, promoveu esforços estimulantes e deu condições para os melhoramentos da bovinicultura de corte.

Em 1910, Vidal Ramos empreendeu não a reorganização da instrução pública do Estado, mas a sua verdadeira organização, em moldes científicos e atuantes. Para isto contratou uma comissão de professores paulistas que implantou um novo sistema que permitiu o posterior desenvolvimento da instrução pública. Foram criados, então os primeiros grupos escolares nas principais cidades do Estado, enquanto a Escola Normal passava a formar professores que seriam disseminados por todo o território catarinense. Este é o marco inicial de todo o progresso do setor educacional de Santa Catarina.

Fora do governo e como parlamentar dedicou à quetão de limites com o Paraná as atenções facilitadoras do encerramento da pendência jurídica.

A sua vida política foi das mais movimentadas, todavia sem o envolvimento de aspectos críticos negativos, trás em si mesma a mensagem de ter exercido liderança política serena, a primeira vez que assumiu o governo 1902-1905. Foi como Vice-Governador substituto do Governador Lauro Müller, por este ter sido nomeado Ministro da Viação, porém não concluiu o quatriênio em virtude de ter sido eleito para o Congresso Nacional e passou o governo ao Presidente do Congresso Estadual.

A segunda vez, recebeu do professor Gustavo Richard e passou-o ao Coronel do Exército Felipe Schmidt.

Dos filhos de seu matrimônio com D. Tereza Fiúza de Carvalho Ramos, dois foram Governadores do Estado de Santa Catarina: Nereu de Oliveira Ramos e Celso Ramos.

Foi sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina.

Na sua cidade natal, um grupo escolar tem o seu nome, e, em Florianópolis, tem uma rua e um monumento que perpetuam a sua memória. Em outros municípios catrinense há outras homenagens. Vidal Ramos foi homenageado como nome de um dos municípios catarinenses, desmembrado de Brusque, através da Lei n. 272, de 03 de dezembro de 1956.

Fonte:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vidal_Ramos

História de Santa Catarina, Antonio Pichetti, Editora Grafipar, 1970;

------------------

Vidal José de Oliveira Jr, * 24-10-1865 em Lages, SC, bat. 26-10-1866 em Lages, SC. Ele cas. Tereza Fiúza de Carvalho, cas. 15-10-1885 em Lages, SC, * 19-05-1870 em Faxina, SP (filha de Joaquim Fiúza de Carvalho e Maria Francisca Quirino dos Santos), falec. 22-02-1924 em Florianópolis, SC. Vidal falec. 02-01-1954 em Rio de Janeiro, RJ. Gov. SC 1902-1905; dep. fed. SC 1906-1910; gov. SC 1910-1914; senador SC, 1914-1927; senador SC, 1935-1937 (DHBB, 4897); iniciou seus estudos no Colégio dos Padres Jesuítas, em São Leopoldo, RS; dono da Fazenda Santa Tereza; é citado como o "Reformador da educação em Santa Catarina"

view all 18

Vidal Ramos, Governador de Santa Catarina's Timeline

1866
October 24, 1866
Lages, Santa Catarina, Brazil
October 26, 1866
Lages, Santa Catarina, Brazil
1887
February 26, 1887
Age 20
Lages, Santa Catarina, Brazil
1888
September 3, 1888
Age 21
Lages, Santa Catarina, Brazil
1890
May 21, 1890
Age 23
1897
December 18, 1897
Age 31
Lages, Santa Catarina, Brazil
1899
October 12, 1899
Age 32
Lages, Santa Catarina, Brazil