Amália Carolina de Melo e Oliveira, 2º baronesa de Dourados

Is your surname de Melo e Oliveira?

Research the de Melo e Oliveira family

Amália Carolina de Melo e Oliveira, 2º baronesa de Dourados's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Related Projects

àcerca (Português)

A Baronesa de Dourados nasceu em Rio Claro na fazenda São José, propriedade de seus pais Viscondes de Rio Claro. Casou-se com José Luis Borges, tenente da guarda nacional. Era irmã do 2º Barão de Araraquara, Barão de Mello e Oliveira, da 2ª Baronesa de Piracicaba e da Condessa do Pinhal.

Mandaram construir o solar em Rio Claro em 1863, entretanto não deixaram a fazenda onde moravam, alugando o casarão por um período para o Hotel D'Oeste. Conta a tradição oral que em determinada noite passando pela cidade, a Baronesa vendo a bela mansão toda iluminada, apresentando um ótimo aspecto, pediu ao marido que rescindisse o contrato com o Hotel. Vieram então, residir na cidade. Em 1874 ali a família foi habitar até a morte do Barão em 1893. A Baronesa por sua vez, ficaria no casarão até 1908, transferindo-se para São Paulo, embora os filhos continuassem morando no casarão até 1916.

Amália e José Luís Borges foram pessoas marcantes na vida Rio-clarense, ele possuía as fazendas Covetinga e Cantagalo, situadas no bairro de Santa Cruz das Invernadas, hoje Ipeúna e no município de Dourado. Em 28 de março de 1885, seu marido fundou a Santa Casa de Misericórdia de Rio Clarocom mais alguns sócios, da qual foi o primeiro provedor. Receberam o título de D.Pedro II em 13 de Agosto de 1889, após serviços à causa pública.

Amália era descendente de Afonso III, Rei de Portugal.