Start My Family Tree Welcome to Geni, home of the world's largest family tree.
Join Geni to explore your genealogy and family history in the World's Largest Family Tree.

Imigrantes Austríacos ao Brasil

« Back to Projects Dashboard

view all

Profiles

A Áustria (em alemão Österreich) é atualmente uma república com pouco mais de 8 milhões de habitantes, localizada no centro da Europa e fazendo fronteira com Alemanha, Suíça, Liechtenstein, Itália, Eslovênia, Hungria, República Tcheca e Eslovênia.


Com um território atual de 83.872 quilômetros quadrados, o que hoje se conhece por Áustria equivale a uma pequena porção territorial do extinto Império Austro-húngaro, existente até 1918 e dissolvido após a derrota austro-alemã na Primeira Guerra Mundial.


A maioria da população austríaca fala o alemão (com diversos dialetos regionais) e, em áreas fronteiriças, são reconhecidos os idiomas húngaro, esloveno e croata.


O território da atual Áustria já era povoado na Antiguidade pelos ilíricos e celtas; foi posteriormente conquistado pelo Império Romano e, na Idade Média, fez parte do Sacro Império iniciado na política do rei germânico Carlos Magno, sendo então chamado Osterich (“reino oriental”), por ser uma região de domínio germânico no leste, fazendo contato com a Europa eslava.


Sob a dinastia da família Habsburgo, a Áustria ampliou domínios ao longo da Idade Média e tornou-se uma das maiores potências políticas da Europa. A região do Tirol passou para o domínio austríaco já em 1363, mantendo um governo regional confederado entre os condes do Tirol (também duques da Áustria) e príncipes-bispos de Trento e Brixen. Os imperadores do Sacro Império Romano-Germânico foram quase todos ligados à Casa de Habsburg até sua extinção no início do século XIX, por causa das invasões napoleônicas.


Em 1867, o Império Austríaco formou uma aliança com o Reino da Hungria e o então imperador Francisco José e sua esposa, a imperatriz Elisabeth (Sissi) tornaram-se reis da Hungria, naquele que ficou conhecido como Império Austro-húngaro. A união formal do Império Austríaco e do Reino da Hungria não se fez em um único regime, pois o imperador e rei acumulava em si a responsabilidade pelas duas monarquias, de modo que as cidadanias não se mesclavam, assim como os parlamentos.


A imigração austríaca no Brasil teve início no século XIX e não pode ser considerada apenas aquela dos imigrantes saídos dos atuais estados austríacos. Até 1918, habitantes de várias regiões que hoje se encontram em outros países eram cidadãos austríacos, pois esses territórios pertenciam ao Império Austríaco (a partir de 1867, Império Austro-Húngaro). O Brasil recebeu imigrantes austríacos das seguintes regiões:


Tirol Meridional (Südtirol ou Trentino-Südtirol), atualmente na Itália; Gorízia (Görz), Friúl (Friaul) e Trieste (Triest), atualmente na Itália; Oberkrain, atual Eslovênia; Dalmácia (Dalmatien), atualmente na Croácia; Boêmia (Böhmen), atual República Tcheca; Bucovina (Bukowina), atualmente na Romênia; Galízia (Galizien), atualmente na Polônia.


O Império Austro-Húngaro foi extinto em 1918 com o fim da Primeira Guerra Mundial. Com o nome “Áustria” ficou apenas aquela que era chamada “Áustria alemã” (Deutsch-Österreich), embora boa parte de territórios com considerável população de língua alemã tenham sido anexados por outros países (como o Tirol Meridional na Itália e a Boêmia alemã na República Tcheca).


Depois de estabelecer a Primeira República, em 1919, a Áustria passou por um período de crise econômica e social e será nesse turbulento contexto que a imigração organizada pelo então ministro da agricultura Andreas Thaler ocorreria.


Com o crescimento dos nacionalismos de tipo fascista na Europa, a Áustria seria anexada pela Alemanha em 1938 e só se tornaria independente após o final da Segunda Guerra Mundial, em 1945. Em 1955, a Áustria se declara um país soberano e neutro no período da Guerra Fria.


Atualmente, a Áustria é uma democracia representativa parlamentar composta por nove estados federais:


Viena (Wien – com a capital de mesmo nome) Alta Áustria (Oberösterreich) Baixa Áustria (Niederösterreich) Burgenland Caríntia (Kärnten) Estíria (Steiermark) Salzburgo (Salzburg) Tirol (corresponde à porção norte da região histórica do Tirol) Vorarlberg


A maior cidade austríaca é a capital Viena, com população de cerca 1,6 milhão. Trata-se de um dos países mais ricos no mundo, muito desenvolvido e com alto padrão de vida. A Áustria é um membro das Nações Unidas desde 1955 e aderiu à União Europeia em 1995, tendo como moeda o euro.

Fonte: http://www.ccdl.org.br/austria

Imigrantes austríacos no Geni

  • Kurt Holländer
  • Ludowigo Kukovitsch (Áustria, 19 de agosto de 1869 - Rio Grande do Sul, ?) casado em 09/04/1919, em Ajuricaba, Rio Grande do Sul, com Maria van Helden (Wijk, Netherlands, 30/05/1896 - Toledo, Paraná, ?). Chegou ao Brasil, desembarcando em Porto Alegre, pelo Paquete Sattelite, em 24 de fevereiro de 1893.
  • Paul Mautner (Austria, c. 1895 - Brasil, 1984) casado com Anna Illichi, pai do músico Jorge Mautner. Anna Illichi, de origem iugoslava e católica, e de Paul Mautner, judeu austríaco, chegarem ao Brasil, fugindo do holocausto.