Manuel Pacheco Gato

Is your surname Pacheco Gato?

Research the Pacheco Gato family

Manuel Pacheco Gato's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

Manuel Pacheco Gato

Birthdate:
Birthplace: Terceira, Portugal
Death: Died in Sao Paulo, Santo Amaro, São Paulo, Brazil
Immediate Family:

Son of Manuel Pacheco and Beatriz de Borba Gato
Husband of Ana da Veiga Pais
Father of Baltasar de Borba Gato; Belchior de Borba Paes; Manuel Pacheco Gato; Martinho Pais de Linhares and Antonio Pacheco Gato
Brother of João de Borba Gato

Managed by: Paulo H Hermanny Jobim
Last Updated:

About Manuel Pacheco Gato

http://www.projetocompartilhar.org/Familia/BorbaGato.htm

Cap. 2º

Manoel Pacheco Gato

(Silva Leme GP IV)


Filho de Manoel Pacheco e Beatriz Gato,nasceu por 1622. Casou com Ana da Veiga Paes, filha do capitão João Paes e de Suzana Rodrigues, a moça. Em 1674, Manoel foi testemunha no processo de emancipação Balthazar de Borba Gato e declarou ter então 52 anos e ser primo de Baltazar. Foi morador de Santo Amaro, onde faleceu aos 18-8-1692, tendo seu óbito sido assentado na Matriz desta Freguesia pelo Padre João de Pontes. (Matriz de Santo Amaro) Em seu testamento, ditado dois dias antes de sua morte, declarou que de seu casamento com Ana da Veiga tivera cinco filhos e uma filha já casada e dotada. Declarou ter terras em Bouguassu das quais tinha dado uma parte à filha, nas cabeceiras do Rio Bou (Embu Guassu). Tinha também terras em Tapiipissapé (Itapecerica da Serra) que tinha comprado de suas tias Ana e Elvira Rodrigues. Foi sepultado na Igreja da Ordem Terceira do Carmo, conforme determinou em testamento. Seu inventário (neste site) foi aberto em 1º de novembro do mesmo ano, nas casas que possuía na vila de São Paulo, “no outão do defunto Cornélio de Arzão”. Manoel Pacheco deixou: 1. Belchior de Borba Paes, que segue no § 1


2. Manoel Pacheco Gato, que segue no § 2


3. Antonio Pacheco, já casado com Angela de Castro Rego. Angela faleceu em 1706 com Inventário do 1º Oficio guardado no Arquivo do Estado de São Paulo. Antonio e Angela tiveram o filho Cosme do Rego de Castro.


4. Martinho Paes de Linhares, já casado com Isabel da Silva. Isabel nasceu em São Paulo e faleceu em 1726. Eles tiveram os filhos : Diogo da Silva Paes; Frei Martinho de Santa Isabel batizado como Manuel; Martinho Paes da Silva; Paula da Costa Paes; Catarina Paes da Silva; Maria Paes da Silva.


5. Baltazar de Borba Gato, com 23 anos em 1692, casou com Leonor de Lemos. Baltazar foi para as minas onde faleceu em Vila Rica e foi sepultado em Nazareth, encomendado pelo Padre Manoel da Costa Moraes. Em 17-04-1720 seu testamento foi aberto na Matriz de Santo Amaro, SP, por seu testamenteiro Martinho Paes, deixando sua terça à filha Ana da Veiga. Leonor faleceu em seu sítio em Guarapiranga aos 3-8-1725 com cinqüenta e tantos anos e foi sepultada na Matriz de Santo Amaro. Era então casada com João Pinto Guedes, seu terceiro marido. (Óbitos, Matriz de Santo Amaro). Balthazar e Leonor tiveram os filhos: Ana de Borba de Moraes nascida cerca de 1699; Alferes Martinho Rodrigues Gato nascido cerca de 1700; Estevão Paes de Linhares batizado em 19 agosto 1703 (Matriz de Santo Amaro); Pedro de Lemos de Moraes nascido cerca de 1709.


6. Uma filha já casada, citada no testamento mas não arrolada no “Titulo dos Herdeiros” __________________________________________________________________

2 (III)-

MANUEL PACHECO BORBA

(ou MANUEL PACHECO GATO). Nasceu

cerca de 1622 na Ilha Terceira. Foi morador no bairro e freguesia de Santo Amaro, vila de São Paulo, em cuja freguesia veio a falecer em 18 de agosto de 1692, tendo sido sepultado na capela da Ordem Terceira do Carmo da vila de São Paulo, sendo testamenteiros seus filhos MARTINHO PAIS (de LINHARES) e ANTÔ- NIO PACHECO (GATO). Seu inventário foi publicado na série Inventários e Testamentos, volume 25. Em outro inventário desta série, volume 27, p. 499, declarou ter de idade o que o faria nascido em 1622, e que era primo de Baltazar de Borba Gato (este filho de Belchior de Borba, acima). Casou-se cerca de 1652, na vila de São Paulo, com ANA DA VEIGA, filha do capitão João Pais e de Susana Rodrigues, esta filha de Martim Rodrigues Tenório e de sua mulher Susana Rodrigues. Com grande geração.

Revista da ASBRAP nº 10 pág. 217

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Manuel Pacheco Gato (Ilha Terceira, 1622 – Santo Amaro, 18 de agosto de 1692) foi um bandeirante paulista.

Filho de Manuel Pacheco Linhares e de Beatriz de Borba Gato, transferiu-se ao Brasil em meados da década de 1630 com seu tio, Belchior de Borba Gato, e seu irmão, João de Borba Gato. Casou-se com Ana da Veiga Pais, filha do capitão João Pais e de Suzana Rodrigues, a moça. Tornou-se, assim, concunhado de seu irmão e cunhado da sogra de seu tio.

Em 1674, foi testemunha no processo de emancipação de Baltasar de Borba Gato, seu primo.

Morador de Santo Amaro, teve terras em Bouguassu, das quais deu parte a uma filha como dote de casamento, nas cabeceiras do Rio Embu-guaçu. Possuía também terras em Itapecerica da Serra, compradas de Ana e Elvira Rodrigues. Faleceu em Santo Amaro e foi sepultado na Igreja da Ordem Terceira do Carmo, conforme pedia em seu testamento.

Com Ana da Veiga Pais, teve os seguintes filhos :

  1. Belchior de Borba Pais;
  2. Manoel Pacheco Gato Filho;
  3. Antônio Pacheco;
  4. Martinho Pais de Linhares;
  5. Baltasar de Borba Gato Primo, nascido aproximadamente em 1671;
  6. e uma filha desconhecida.

(http://pt.wikipedia.org/wiki/Manuel_Pacheco_Gato)

view all

Manuel Pacheco Gato's Timeline