Ermigo Pais de Matos

public profile

Is your surname Pais de Matos?

Research the Pais de Matos family

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Ermigo Pais de Matos

Portuguese: do Amaral
Birthdate:
Birthplace: Portugal
Death:
Immediate Family:

Son of Paio Viegas and Aldara
Husband of Mécia Soeiro Cardoso
Father of Teresa (Tareja) Afonso do Amaral; D. Paio Ermigues de Matos, Senhor da Honra de Matos; Afonso Ermigues do Amaral and Vasco Ermigues Cardoso, senhor da Honra de Cardoso

Managed by: Private User
Last Updated:

About Ermigo Pais de Matos

Senhor da quinta de Matos e do lugar e quinta do Amaral, e da terra e quinta de Cardoso que repartiu em seus filhos.

D. ERMIGO PAES filho de D. Payo Viegas, e sua mulher D. Alava, neto paterno de D. Egas Ermigues, e D. Gotinha Eris da familia de Eris de que fala Gandra filha de D. Ero Conde de Lugo chamado o Bravo de que trata no ttº de Matos § 1 N 1 Cardozos, e Coelhos : foi Sr da q.ta de Matos, e do lugar, e q.ta do Amaral, e da terra, e q.ta de Cardozo que repartiu em seus filhos casou com D. Mecia Cardozo filha H de Soeiro Cardozo Sr da honra de Cardozo de que trato no ttº de Cardozos inpº

2 D. Payo Ermigues de Matos que levou a honra de Matos de que vem os Matos

2 D. Vasco Ermigues que levou a honra de Cardozo de que vem os Cardozos

2 D. Afonso Ermigues do Amaral

2 D. Teresa Afonso c.c. D. Estevão Annes Conde D. Pedro fl 368 N 2

(Gayo, Amarais § 1 N 1).


Senhor da quinta de Matos e do lugar e quinta do Amaral, e da terra e quinta de Cardoso que repartiu em seus filhos. Familiar e privilegiado do Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra.

Filhos;

Paio Ermigues de Matos * c. 1240 + Urraca Lopes

Vasco Ermigues Cardoso * c. 1255 + N

Afonso Ermigues do Amaral * c. 1245 + N

Teresa Afonso do Amaral * c. 1235 + Estevão Anes, alcaide-mor da Covilhã

Nobiliário das Famílias de Portugal - vol. I - pg. 323 (Amarais)

Nobiliário das Famílias de Portugal - vol. III - pg. 288 (Cardosos)

Nobiliário das Famílias de Portugal - vol. VI - pg. 591 (Matos)

ver, http://www.wikiwand.com/pt/Ermigo_Pais_de_Matos


Senhor da quinta de Matos e do lugar e quinta do Amaral, e da terra e quinta de Cardoso que repartiu em seus filhos. Familiar e privilegiado do Mosteiro de Santa Cruz.

Filhos:

Paio Ermigues de Matos * c. 1240 + Urraca Lopes

Vasco Ermigues Cardoso * c. 1255 + N

Afonso Ermigues do Amaral * c. 1245 + N

Teresa Afonso do Amaral * c. 1235 + Estevão Anes, alcaide-mor da Covilhã


D. Ermigo Paes de Matos, filho de Paio Viegas. Foi Senhor da Quinta de Matos da qual tomou o apelido.

Ermigo Pais de Matos (1220 -?) foi um Cavaleiro medieval do Reino de Portugal, foi Senhor da Quinta de Matos, do lugar de Amaral e da Quinta do mesmo nome , Honra de Sirqueirose Honra de Ferreiros. Foi também Senhor da Terra de Cardoso e da Quinta de Cardoso.


Senhor da honra de Matos, em S. Cipriano (Resende)

Foi familiar e privilegiado do mosteiro de Santa Cruz, sucedeu na honra e quinta de Matos, cujo topónimo tomou por apelido e o transmitiu por varonia à sua nobre linhagem.


Relações familiares

Foi filho de Paio Viegas (1190 -?) e de Aldara. Casou com Mécia Soeiro Cardoso de quem teve:

Paio Ermigues de Matos (1240 -?) casou com Urraca Lopes.

Vasco Ermigues Cardoso (1255 -?).

Afonso Ermigues do Amaral (1245 -?).Senhor da Quinta dos AmaraL e Honra de Sirqueiros e Matos em São Cipriano;Viseu,PortugaL.

Teresa Afonso do Amaral (1235 -?) casou com Estevão Anes, Alcaide-mór da Covilhã.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ermigo_Pais_de_Matos

Armorial Lusitano

MATOS.

Família das mais antigas de Portugal, pois descende dos Reis de Leão, por D. Hermigo Alboazar, senhor do Castelo de Távora, e de sua mulher, D. Dórdia Osores, de quem foi filho D. Egas Hermigues.

Este D. Egas, bisneto por varonia de D. Ramiro II de Leão, casou com D. Gontinha Eriz, filha de D. Ero, Conde de Lugo e um dos maiores senhores do seu tempo. Pelo seu grande valor foi D. Egas Hermigues chamado o Bravo.

Fundou o mosteiro do Freixo, com sua mulher, de quem teve D. Paio Viegas, herdado do concelho de Argos, comarca de Lamego, onde fez a quinta de Matos, na qual viveu.

Do seu matrimónio nasceu D. Hermigo Pais de Matos, sucessor da casa paterna e primeiro do apelido, que tomou da quinta cujo senhorio tinha. Foi, também, senhor das quintas do Amaral e Cardoso e muito devoto do mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, pelo que os cónegos regrantes de Santo Agostinho lhe deram carta do seu familiar, a fim de poder lograr as indulgências concedidas pelos Papas aos familiares da ordem.

No livro dos óbitos do mesmo mosteiro, chamando-se-lhe «familiaris Sanctae Crucis» se refere a sua morte, ocorrida em as nonas de Novembro. Teve do seu casamento vários filhos, dois dos quais foram, respectivamente, progenitores dos Amarais e dos Cardosos, por lhes terem cabido os sehorios das quintas do Amaral e de Cardoso, de que tomaram os seus apelidos.

O filho mais velho, Paio Hermigues de Matos, sucedeu no senhorio da quinta de Matos e no da de Rousais, viveu no tempo de D. Sancho II e D. Afonso III, foi senhor do casal de Neomais, trazendo as referidas quintas por honra, como se vê das Inquirições, em que se lhe chama miles, e tinha muitas herdades compradas a Martim Anes, João Moniz, João Gonçalves e Pedro Feio, situadas em Ruivães, termo de Vila Boa, e na vila de Santa Maria. Do seu matrimónio houve geração que propagou o apelido de Matos.

As armas usadas pelos deste apelido são; De vermelho, com um pinheiro de verde, arrancado de prata, sustido por dois leões de ouro, armados e lampassados de azul, tendo um ramo de pinheiro de verde na mão.