Adosinda Gutiérrez, reina consorte de León

Is your surname Guterres?

Research the Guterres family

Adosinda Gutiérrez, reina consorte de León's Geni Profile

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Ausenda Guterres, rainha consorte de Leão

Portuguese: Onega, rainha consorte de Leão, Spanish: Da. Adosinda Gutiérrez, rainha consorte de Leão
Birthdate:
Death: after circa 941
Place of Burial: Queen consort
Immediate Family:

Daughter of Guterre Ozores, conde de Coimbra and Doña Aldonza Menéndez
Ex-wife of Ramiro II el Grande, rey de León
Mother of Ordoño III, rey de León; Teresa Ramirez and Vermudo
Sister of Rodrigo Guterres de Coimbra; Suero Guterres; Froila Guterres; Gontrondo Guterres, abadessa de San Martinho de Pazó; Elvira Guterres and 3 others

Occupation: Rainha Consorte de Leão, Reina Consorte de León
Managed by: James Fred Patin, Jr.
Last Updated:

About Adosinda Gutiérrez, reina consorte de León

Ramiro II of León

From Wikipedia, the free encyclopedia

He married twice, first to Adosinda Gutierrez, Ramiro's first cousin, being daughter of Gutier Osoriz and Ildonzia Menendez and niece of San Rosendo and of Ramiro's mother, queen Elvira Menendez. By her had sons Bermudo and Ordoño III, and presumably daughter Teresa, wife of García Sánchez I of Pamplona.


AUSENDA (I) GUTERRES

Primeira mulher de seu primo Ramiro II de Leão (n.c. 905, †5.1.950 ou 951). Repudiada.

in: Francisco Antonio Doria, Projeto Áquila, junho de 1998 <http://freepages.genealogy.rootsweb.ancestry.com/~fettesi/maya.pdf>

_____________________________________________________________________________

A lenda do Rei Ramiro procura nos esclarecer sobre as origens da família da Maia, cujo primeiro ancestral documentado é certo Abunazar Lovesendes, fundador do mosteiro de Santo Tirso de Ribadave em 978. A lenda faz do rei Ramiro II pai deste Abunazar, o que é impossível-pela cronologia, já que Ramiro morreu em 951, e pelo patronímico, pois o pai de Abunazar se chamava Lovesendo, jamais Ramiro. Segundo a lenda, a família da Maia descenderia do adultério de Ramiro com uma princesa moura: Abunazar ganha na lenda uma ascendência real, da mais alta nobreza, por seu pai e por sua mãe.


Mas, notemos o seguinte: quando esta lenda se fixa por escrito nos livros de linhagens, o árabe é o inimigo subjugado. A conquista do Algarve fora feita nos fins do século XIII por Afonso III. A lenda conta uma ascendência ilustre dos senhores da Maia na família real do inimigo, inimigo político e religioso Numa família real que se aparentava ao próprio fundador da religião adversária.


Ramiro II parece que entra na lenda como um contrapeso ideológico. Mas notemos que há vínculos indiretos, indícios que mostram vínculos, entre a família da Maia, em fins do século X, e a família do conde de Coimbra, Hermenegildo Guterres. Uma das filhas de Abunazar Lovesendes tem o nome Ausenda-como a mulher repudiada de Ramiro II. Um dos filhos de Abunazar, de quem aliás descenderá outro personagem lendário português, Egas Moniz Aio, é Ermígio. Forma rara do nome Hermenegildo (mais comum é o vernáculo Mendo, ou Mem), aliás quase só encontrada nessa família dos da Maia (claro, há exceções, como Hermígio Mendes da Teixeira). Há mais evidências: no século XI, Soeiro Mendes da Maia, dito o bom, litiga nos tribunais contra os herdeiros de certo Froila Cresconiz, que, sempre pela raridade do nome, parece ser filho do Cresconio cunhado de Zahadon e irmão de Aragunte, mulher de Zahadon.


O que aconteceu, na história, no concreto, nunca vamos saber certo. Mas o seguinte cenário-cenário, deixo claro-parece explicar a narrativa lendária. Ausenda, rainha de Leão e mulher de Ramiro II, comete adultério. É, por isso, repudiada. (Não deve ter sido morta; sua família era poderosa demais.) Do filho adulterino, Lovesendo (compare-se a desinência participial, Ausenda, Lovesendo), que se casa com a filha de Zahadon, nasce Abunazar Lovesendes, primeiro senhor das terras da Maia.

in: A LENDA DO REI RAMIRO <http://www.barbosa.acthus.com/lenda_do_rei_ramiro.html>

_____________________________________________________________________________

Lovesendo Ramires (940 - 1020) foi um nobre da Península Ibérica medieval, tendo sido príncipe infante de Leão.

Foi filho do terceiro casamento do rei Ramiro II de Leão (900 - 965), e de Ausenda Guterres de Coimbra, filha de Guterre Ozores de Coimbra (880 - 933) e de Aldonça Mendes de Coimbra (882 - 942).

Casou com uma nobre de origem muçulmana de Zayra Ibn Zayda (c. 940 -?) que depois do casamento alterou o seu nome para Ortega. Foi filha de Zaydan Ibn Zayd (883 -?) e de Aragunte Fromariques (890 -?), de quem teve:

  1. Abu-Nazr Lovesendes ou Aboazar Lovesendes (960 -?) que foi o 1º Senhor da Maia e casado com Unisco Godinhez (943 -?) filha de D. Godinho das Asturias (913 -?).

in: Wikipédia, a enciclopédia livre <http://pt.wikipedia.org/wiki/Lovesendo_Ramires>