Start My Family Tree Welcome to Geni, home of the world's largest family tree.
Join Geni to explore your genealogy and family history in the World's Largest Family Tree.

Habitantes Antigos de Esgueira

Habitantes Antigos de Esgueira

« Back to Projects Dashboard

Project Tags

view all

Profiles

  • Domingos Nunes Margulhão (c.1571 - d.)
    Domingos Nunes, aparece frequentemente nos registros, quase sempre citado também como o margulhão . Pelo fato de ter esta alcunha incomum, fomos capazes de saber que Domingos Dias e o menos frequente D...
  • André Mateus, o tourão (c.1557 - bef.1607)
  • Manuel Antonio (c.1570 - d.)
  • Francisco Pinto (c.1568 - d.)
  • Jorge Afonso, o velho (c.1525 - d.)
    Jorge Afonso, o velho , aparece poucas vezes nos primeiros registros eclesiásticos de Esgueira e seus laços familiares estão envoltos em incertezas. Estimamos que tivesse na ocasião já cerca de uns 70 ...

Trata este projeto da genealogia das famílias da Freguesia de Esgueira (Aveiro, Portugal).

Àqueles interessados nos aspectos da vida medieval e quinhentista da vila de Esgueira, recomendamos a leitura de excelente texto de autoria de Maria João Branco Marques da Silva: Esgueira, a vida de uma aldeia do século XV. A autora investiga as origens da vila, as relações entre os moradores e seus senhores à época final do feudalismo, bem como suas atividades. Não se trata de trabalho de genealogia, mas é bastante generoso em nomes e permite-nos traçar um retrato da vila no século anterior ao início dos registros eclesiásticos de casamentos, batismos e óbitos. A autora estima a população de Esgueira em cerca de 70 proprietários em meados do século 15, e 175 (310 quando considerada também os fogos rurais) pelo levantamento de 1527. Valendo-nos das conclusões que chegamos aos estudar o número médio de habitantes por fogos em outras vilas neste período, suporíamos que a população total da vila passou de cerca de 250 pessoas em 1450 para 600 na vila e mais 500 em seus arredores em 1527, totalizando assim 1100 pessoas.

Os registros eclesiásticos mais antigos de Esgueira raramente trazem os nomes completos dos registrados e variam na escolha dos nomes ou sobrenomes de uma mesma pessoa produzindo incertezas. Da mesma forma as vezes mencionam apenas alcunhas. Procuramos cruzar os dados desses registros tentando descobrir à quem pertenciam essas alcunhas. Os registros quase nunca mencionam tratar-se de um viúvo ou viúva casando-se pela segunda vez, apesar de ocasionalmente o fazerem. Encontramos ainda algumas referências a profissões. Quanto aos lugares de suas moradias, também ai com frequência falham as anotações. A maioria dos registros de óbitos dos primeiros livros não pode ser aproveitada pois apenas informa nomes, e há inúmeros homônimos, sem informar a idade do falecido ou qualquer de seus parentes. Quando possível estabelecemos de quem se trata, mas na maioria dos casos foi impossível. As testemunhas e padrinhos ocasionalmente vem acompanhadas de valiosas informações de parentescos das quais fizemos proveitoso uso. A enorme quantidade de registros de casais com apenas um ou dois filhos em uma época em que sabemos costumavam ter uns oito, a menos que prematuramente defuntos, claramente indica que os registros devem ter sido feitos utilizando-se de nomes e sobrenomes diferentes para um mesmo casal.

O início abrupto dos registros em 1594 quase nunca nos permite saber as relações entre as diversas famílias, de modo que grande parte dos cabeças de famílias relacionados abaixo eram irmãos, filhos ou mesmo netos de outros cabeças que conseguimos estabelecer com segurança. Deve haver também cabeças duplicados resultantes de nomes diferentes utilizados em ocasiões diferentes.

Surpreendentemente, seja porque os registros não informam, ou porque realmente não eram parentes, ao contrário do que seria de se esperar, a endogamia apresenta-se baixíssima para uma vila com tão poucas pessoas, muitos indo buscar seus esposos e esposas em outras vilas.

Certamente ao interpretar a caligrafia dos registros e transcrever os nomes e datas, cometemos inúmeros enganos. Os primeiros padres de Esgueira não distinguiam os nomes Margarida e Madalena, que invariavelmente escreviam Madanela, alternando entre eles e abreviando ambos por Magda.

Recomendamos àqueles que forem utilizar-se destes registros que transcrevemos, procurem conferir os originais e corrijam nossos erros. E naturalmente, quando se trata de relacionamento que incluímos circunstancialmente, confiram nossas conclusões, pois certamente há diversas bastante dúbias.


Em 1721 foi feito um levantamento sobre as vilas do distrito de Aveiro. Segue o texto sobre Esgueira onde sublinhei as pessoas citadas e quando possível liguei às suas famílias no Geni:

S.TO ANDRÉ DE ESGUEIRA

Em Comprimento, de huma ordem do M." R.do S.cr Doutor prouizor da Cidade e Bispado de Coimbra, que recebi em os 9. dias deste mes de Mayo de 721 a respeito dos Interrogatorios nella Contheudos Imformo o seguinte Primeiram.'e Nesta freguezia há uinte e quatro Capellas dentro da Igreya a Capella mor que he do Comendador Rodrigo Sanches farinha da cidade de Lisboa - No corpo da Igreja outra Capella das almas, que he do pouo - outra do Jessus Crucificado hüa Imagem de m."» milagres, e m.'° fre-quentada de m.teg fieis christans por que de m.' Longe Concorre m.'° pouo, que he de m." ueneraçam tambem dopouo - outra Capella do mesmo Corpo da Igreya, que instetuiram dous Irmãos Sacerdotes Pedro Affonso, e Roque Affonso Cuyo administrador he o L.do Mel Affonsso freire desta uilla - outra Capella desnuada sem S." nem ornato para que se diga missa, que se naõ sabe certo quem he o Instetuidor Cuyo administrador hoie ,he pedro Correja de Lacerda. Mais outra Capella dentro na Igreja de S. João Baptista, dizem foi instetuidor Pedro uãs Barboza Cujo administrador he Joam gomes da Sylueira uigario de Cacia deste Bispado —

E fora da Igreja ha hüa Ermida do Diuino Spiritu S.'° que he do pouo Mais outra da Sfira do desterro Capella de que he Intetuidor Ayres Barboza mestre grego; e de prezente he administrador Manoel de Almeida Leitão do Togai — Mais outra Ermida do pouo de Nossa da Nazareph —mais outra Ermida da Sfira do pee da Crus que he do pouo = mais outra Ermida de S. Sebastiam que he do pouo = Mais outra Ermida de S. Gregorio, que he do pouo = Mais outra Capella de Nossa S.ra do Rozario que Instetuio João de Fig.do CastelBranco Cuyo administrador he thome de Moura Coutinho = Mais outra Capella em Ha quinta que Instetuio Bertholameu de oLiueira Cuyo administrador he o Padre L.do gonsalo de oLiueira.

Mais outra Capella de Nossa S.ra dáJuda no Lugar dazurva desta freguezia, que Instetuio Andre Marques e hoie he administrador o P.° Antonio Marques de Campos vig." de Roxas tambem particular.

Mais outra Ermida cita em hua quinta da S.ra do pilar, que instetuio o R.do Paullo de Souza Cabral uig." que foi nesta Igreja de S» Andre de Esgueira Cujo administrador he hoie Luis dos Sanctos Lazes da mesma freguezia.

Mais huma Capella em hüa quinta particular que foi instetuidor An.' de Noronha de Eyxo Cujo administrador he hoie gonsalo Rib." da uilla de Aueiro.

Mais no Lugar de taboeira ha duas Ermidas hüa de S. pedro, outra de S. Maria Magda ambas do pouo do dito Lugar = mais outra Capella particular cita no Lugar de taboeira, que instetuio Sabastiam de Almeida Carualho, Cujo administrador hé o Doutor giraldo Pereira Coutinho da Cidade de Coimbra.

Mais hüa ermida no Lugar da senhora do passo a qual Ermida he do pouo do dito Lugar.

Mais hüa ermida no Lugar daLumieira que Instetuio thome Andre, e hoje administram Miguel frs e thome Simois Como mordomos, e decendentes do Instituidor.

Mais outra Ermida de nossa senhora da piedade que se não sabe quem hé o administrador nem Instituidor, e só hum homem chamado Bento de Almeida do Lugar da oLiueirinha da freguezia de Eyxo dis que a Capella que hé Sua E que tem hum breue pertencente a ella, e não mostra o breue pedindo çe lhe.

Mais outra Capella no Lugar de Saá da mesma freguezia de nossa Senhora daLegria, e aSumpsam, que instituirão hüs Mariantes e pescadores da uilla de Aueiro, que Com suas esmollas a fizeram a sua Custa, p.a o que inpetrarão Licença de Sua Magestade, que. Deos haya que naquelle tempo Reinaua, e a fizerão Comfraria de que tem Seu hospital na villa de Aueiro, e Sam administradores da d." Capella o Juis, Escriuão e mordomo, que em Cada anno Se fas Com aSistencia do prouedor da Comarca de Esgueira, por Ser Juis privatiuo da tal Capella; foi Erecta na Era de que Se principiou a Nauegar para a terra noua, E tem os paramentos neç essa rios = E nesta Igreja e freguezia, e Capellas della não há reliquia insigne algüa de S.") ou S."

Tem esta freguezia mil, e nouecentos, e nouenta freguezes Nam tem Mosteiros algús, não tem Caza de Mizericordia —Nam tem hospitaes, nem recolhimentos.

Há nesta Igreja huma Sepultura Cujo Letereiro dis Sepultura de phelipe de pinho vig." que foi nesta Igreja faleceo no anno de mil e seis-Centos e quarenta e quatro.

Mais outra Sepultura, Cujo Letereiro dis — Sepultura de Fran.co Cardozo pachequo e de Sua molher Anna Maria Cardoza, e de Seus erdeiros mil e seiscentos, e quarenta = tem armas de Cardozos e pachequos.

Mais outra Sepultura Cujo Letereiro dis — Sepultura de Fran.co de Brito e Lima.

Mais outra Sepultura cujo Letereiro dis — Sepultura de Agostinho Coelho de Fig.do e de Sua molher e de Seus erdeiros anno de mil e seiscentos, e Secenta e noue tem armas dos Coelhos e figueredos.

Mais Outra Sepultura Cujo Letereiro se não entende bem por alga tanto estarem as Leteras gastas; mas ainda delias Se alcança Ser. de huma Izabel Henrriques.

Mais outra Sepultura Cujo Letereiro dis -- Sepultura de Maria Andre veuua que ficou de An.' Marques para Ella e Seus erdeiros anno de mil e seiscentos e outa e outo.

Mais outra Sepultura que dis — Sepultura de João de Fig.do CastelBranco e de Sua molher Fran.ca Cardoza de oLiueira e de Seus erdeiros mil e seis-centos e sincoenta e ,noue — tem armas de Figueredos e Cardozos.

mais outra Sepultura Cujo Letereiro dis — Sepultura de Gregorio de Barros de Azeuedo, e Sua molher Joana da Sylueira Nouaes e de Seus erdeiros mil e seis-centos e trinta e sinco — tem armas dos Azeuedos e Barros.

mais outra Sepultura que dis — Sepultura de Manoel Roís e sua molher maria Esteues e Seus filhos e Erdeiros de mil e seiscentos e nouenta e Sete annos.

Mais outra Sepultura que dis Seu Letereiro Sepultura de Joam de Figueredo Barboza que faleceo na Era de mil e Seiscentos e noue, E de Sua Molher Anna da Sylueira Botelha, que faleceo na Era de mil e Seiscentos e trinta e Tres annos e de Seus herdeiros.

Mais outra Cujo Letereyro dis aqui ias o Corpo de pedro Esteues faleceo na Era de mil e quinhentos e sincoenta e sete.

Mais outra que dis — Seu Letereiro Sepultura de Anna da Maya e de seus Erdeiros mil e Seiscentos e quatorze annos.

Mais outra Cujo Letereiro dis — Sepultura de João Dias da Igreya e de Sua molher Magda da Crus, e de Seus Erdeiros anno de mil e SeisCentos e outenta e Sinco.

Mais outra Cujo Letereiro dis — Sepultura de João da Maya queimado e de molher Izabel Fran.ca daLumieira e de Seus descendentes mil e Seiscentos, e Secenta, e noue.

Mais outra Cujo Letereiro dis — Sepultura de Antonio de Rezende E Payua e de Sua molher Maria de Barros de Azeuedo, que faleceo no anno de mil e seiscentos e outenta e hum, E de seus descendentes — tem armas de Rezendes, e Barros, Azeuedos, e Payuas.

Mais Outra Cujo Letereiro dis — Sepultura de Manoel Nunes Freire, e de Anna Matheus Sua molher, e de Seus herdeiros Christãns uelhos' — Hwc Sunt vera Nobilitatis arma.

Outra Sepultura, Cujo Letereiro dis — Sepultura de An.' Duarte Jás nella Sua Molher Maria Gomes Godinha faleceo dia de Reis de SeisCentos e dezasete.

Mais outra Cujo Letereiro dis — Sepultura do padre Jozeph Dias e de Seus erdeiros mil e SeisCentos e Setenta e Sete.

Mais outra, que dis — Sepultura de João Dias barbeiro, e de Sua Molher Margaida Migueis, e de Seus erdeiros mil E Seiscentos e Secenta e outo.

Mais outra Sepultura Cujo Letereiro dis Sepultura de Gaspar quaresma Barreto Capitam mor de Sua Mag.de nesta uilla de Esgueira administrador da Capella de Santiago Cita na uilla da paraiva ilha terçeira, e de Sua Molher Vincençia Nouaes de ssaa, e filhos uinte e Sinco de Janeiro, de mil e Seiscentos, e quarenta, e Seis.

Mais outra Sepultura Cujo Letereiro dis — Sepultura de Manoel Andre Ferr.ª e Sua molher Izabel frs. e de Seus erdeiros mil e SeisCentos, e outenta, e tres.

Mais outra Sepultura Cujo Letereiro dis —Sepultura de Bertholameu Affonso picado, e de Sua Molher Maria de Bastos desta uilla E de Seu pay e May erdeiros anno de mil e SeisCentos e uinte e quatro.

Mais outra Sepultura Cujo Letereiro dis — Aqui ias An.'° Borges da Sylueira, neto de Pedro vás de çáa Fidalgo da Caza deL Rey Nosso Senhor, e de Catharina da Sylueira, que morreo a uinte e Sete de Nouembro Era de mil e Seiscentos e trinta e dous, E Angelica do Régo Sua Molher, neta de Gaspar do Rego Comendádor que foi do Lobam e Canedo, e de Maria Gramaxa, que mandou por esta pedra para Seus herdeiros morreo a treze de outubro de mil e SeisCentos e outenta, e outo — tem armas dos Sylueiras, Pachequos, e Almeidas.

Mais Outra Sepultura Cujo Letereiro dis — Sepultura de Fernando Lopes de Almeida e de Sua Molher Anna da Cunha e de Seus herdeiros faleceo a tres de Dezembro de mil e quinhentos e outenta e hum — tem armas dos Almeidas.

Mais outra Cujo Letereiro dis — Sepultura de Andre Nunes garriam e de Sua Molher Maria Gorge E de Seus Erdeiros anno de mil e Seiscentos e sincoenta e tres.

Mais Outra Sepultura Cujo Letereiro dis — Sepultura de .Luiz Rombo de Carualho Natural de Palmella, e de Sua Molher Joana da Sylueira Era de mil e Seiscentos, e quinze Caualeiro fidalgo da Caza de Sua Mag.de.

Mais outra Sepultura o pé de hCia Capella desnuada Junto ao altar Cita na mesma Igreja Cujo Letereiro dis — Sepultura de Pedro Vás de ssaá Fidalgo da Caza deL Rey filho de Dom Pedro de ssá Seu bisneto senhor administrador desta Capella, e de Sua Molher Anna Barboza Nouaes faleceo a outo de Nouembro de mil, e Seiscentos e treze.

Esta perdita Capella tem no tecto do arco della as armas dos de ssas — Mais duas Sepulturas dentro de huma Capella, que instetuiraõ os Padres Irmãos, e Sacerdotes Roque Affonso e pedro Affonso iá atras mencionada, e Cita na mesma Igreja, que tem a Inuocação de Sancta Izabel, E uizitação de Nossa Senhora Cujo Letereiro de huma Sepultura dis — Sepultura de pedro Affonso, e Roque Affonso Sacerdotes ambos Irmãos Edeficadores desta Capella, e de Seu Pay, e May e Erdeiros anno de mil e Seiscentos e uinte, e outo, e a outra não tem Letereiro.

Mais outra Sepultura Junto a Capella de S. João cita na mesma Igreja iá atras mencionada Cujo Letereiro dis — Sepultura de Sabastiam de Almeida Carualho e de Sua Molher Donna Maria de oLiueira e de Seus decendentes faleceo na Era de mil e Seiscentos e Segenta, e hum tem armas dos Almeidas, e Carualhos E no tecto do arco desta perdita Capella estam as armas dos Barbozas.

Mais outra Sepultura Junto a mesma Capella de S. Joam desta Igreya Cujo Letereiro dis Sepultura de Maria da Cunha e de Seus erdeiros mil e Seiscentos e trinta e tres.

Mais Outra Sepultura Cujo Letereiro dis -- Sepultura de João de Britto Casam de Mendonça e de Sua Molher, e Erdeiros mil e seiscentos e trinta e tres.

Mais outra Sepultura, que dis — Sepultura de Manoel Esteues Frr.* E de Sua Molher Catharina Ribeira e de Seus decendentes de setecentos E treze.

Mais outra na Capella do Spiritu Sancto fora da Igreja Cujo Letereiro dis — Sepultura de Andre fernandes pequeno, e de Sua Molher Maria Alures, e de Seus erdeiros anno de mil e seiscentos e quarenta e tres.

Mais outra que dis — Sepultura do Padre Joam de Fig.do da Sylueira e de seus erdeiros mil e Seiscentos e setenta e outo.

Mais outra que dis —Sepultura do L.do pedro Leitão Pinto, e de Sua molher Brites Godinha e de Seus erdeiros faleceo a uinte, e quatro de Feuereiro de mil e seiscentos e setenta e dous tem armas de Leitoes, e Pintos.

Mais outra Sepultura Cujo Letereiro Se não Sabe Ler — Mais na Capella de nossa Senhora do desterro fora da Igreja está hum Sepultura Cujo Letereiro dis — Aquy iás o Corpo de Ayres Barboza mestre Grego Era de mil e quinhentos e quarenta E outra que dis — Aqui iás Domna Margaida = E outra junto a mesma Capella que se não diuidem as Letras por serem iá gastas.

Mais outra Sepultura na Capella de Nossa Senhora da Juda desta freguezia Cujo Leteireiro dis —Sepultura de Andre Marques e de Seus Erdeiros, o qual mandou fazer esta Ermida, á qual deixou Seis missas para Sempre era de mil e seiscentos, e dezasete.

Mais na Ermida de Nossa Senhora daLegria do Lugar de Sáa Esta huma Sepultura Cujo Letereiro dis — Sepultura de Manoel Caldeira, e sua molher, que faleceo aos quinze de Agosto de mil e Seiscentos e Setenta, e outo, e de Seus descendentes.

Esta mais na dita Ermida huma Sepultura Cujo Letereiro dis — Sepultura de Manoel Nunes, e de Sua Molher Maria Gaspar e Seus descendentes mil e seiscentos e Setenta, e quatro.

Mais outra Cujo Letereiro dis —Sepultura do Padre Manoel Corim, que faleceo a uinte e Sete de Setembro de mil e Seiscentos e Seçenta, e sete de idade de trinta e tres annos de seu Pay, e Irmaõs.

Mais outra Sepultura na mesma Ermida Cujo Letereiro dis — Sepultura do Padre Jozeph. Coelho ProCurador da Coroa de Sua Mag.de E dos Captiuos na Comarca de Esgueira e de Seus Erdeiros.

Mais outra Sepultura Cujo Letereiro dis — Sepultura do Padre Manoel dos Sanctos e de Seus Erdeiros.

No Cartorio desta Igreja naõ há papeis que declarem memorias Antiguas mais, que Constar pello tombo das freiras de Louuão ser esta Igreja priorado E Ser nella Prior Dom Manoel de Noronha Bispo, que foi de Lamego á mil e tantos annos, e não ha mais perrogativas que lhe fossem Conçedidas.

Nesta Parrochial Igreja E Collegiada de Sancto Andre de Esgueira Bispado de Coimbra há quatro Benefiçios Simpleçes, os quaes aprezento Comforme a notiçia que há dos Antigos aprezenta alternatiue o Pontifice Prelado, E parrecho, mas não Consta do Cartorio da Igreja; E nesta freguezia há hum Coadjutor Somente mas hauia mais outro por ser populoza a freguezia que á poucos annos se tirou por requerim.N do Comendador Rodrinho Sanches farinha.

  • Nesta freguezia há Liuro, que principia na Era de mil e quinhentos e nouenta, e quatro, que Serue de Baptismos, Cazados, E defunctos
  • Há mais outro, que principia na Era de SeisCentos, e dés, que Serue dos asentos dos Baptismos, Cazados, E defuntos
  • Há mais outro que prencipia na Era de Seiscentos e trinta e tres, que Serue de Baptismos, Cazados, e defunctos
  • Há mais outro que- principia na era de SeisCentos e Sincoenta, e tres, que Serue dos aSentos dos Baptismos, Cazados, e defuntos-
  • Há mais outro que principia na era Seiscentos e Secenta, e sete que Serue dos aSentos dos Baptismos, Cazados, e defuntos
  • Há mais outro que principia da era de Seiscentos e outenta, e tres que Serue dos asentos dos Baptismos, Cazados, e defuntos
  • Há outro que principia na era de seiscentos e nouenta, e seis que Serue todo dos aSentos dos Baptizados
  • Há outro que principia na era de seisCentos e nouenta, e Seis que Serue dos aSentos dos defuntos
  • Há outro que de prezente Serue para os aSentoí dos Baptizados que principia na era de Setecentos e dezasete
  • Há outro que de prezente Sente dos aSentos dos defuntos principia na Era de Setecentos, e outo
  • Há outro que tambem de prezente Serue para aSento dos Cazados que principia na Era de mil e Seiscentos e nouenta e Seis.

E nesta freguezia não ha Memoria nem noticia de varão Insigne de Letras, nem thé o prezente de uirtudes Augostinho Ribeiro de Almeida vig.") nesta ig," Colegiada de S. Andre desta Villa Esgr: Bispado de Coimbra tudo o atras e assima Escrito achei Ser na uerdade e assim o afirmo In ub.° Sacerdotis E me asino,

Esg." 20 de Maio de 1721 O uig."' Aug,'° Rib." de Alm,da


Do século XV:

Lista completa dos proprietários de marinas em Esgueira em 1408 os quais no entanto não conseguimos ligar à arvore. De resto, que ligamos à árvore:

  1. Fernando Barbosa
  2. Gonçalo de Figueiredo

Abaixo estão alguns cabeças de famílias da Vila de Esgueira e de seus lugares, todos nascidos entre 1500 e 1570. Em todos os casos as datada de nascimento são aproximadas pois são anteriores ao início dos registros eclesiásticos; foram estimadas por meio da idade dos filhos ou das datas de seus casamentos. Em casos em que há um segundo ou terceiro casamento, pode haver personagens repetidas já que nem sempre foi possível estabelecer-se tratar-se da mesma pessoa.

Da vila de Esgueira:

  1. Fernão Lopes de Almeida
  2. Antonio Afonso, o ruivo
  3. Jorge Afonso, o velho
  4. Mateus Afonso
  5. Nicolau Afonso
  6. Manuel de Amorim
  7. Antonio André
  8. Domingos André
  9. Pedro André
  10. André Antonio
  11. Manuel Antonio
  12. Aires de Figueiredo Barbosa, Mestre Grego
  13. Jácome de Bastos
  14. Vasco Pais de Lemos Castelo Branco
  15. João de Brito Cação Mendonça
  16. Jerônimo de Alcáçova Cirne
  17. Gaspar Coelho Barreto
  18. Jorge da Costa
  19. Antonio Dias
  20. Duarte Dias
  21. Pedro Dias
  22. Antonio Duarte
  23. Antonio Duarte da Fonseca
  24. Antonio Esteves, o borras
  25. João Esteves
  26. Pedro Esteves
  27. Gonçalo Fernandes
  28. João Fernandes
  29. Pedro Fernandes
  30. Aires da Fonseca, meirinho de Esgueira
  31. Gregório Gil
  32. Francisco João
  33. André Martins, o gamilo velho
  34. André Mateus, o tourão
  35. Antão Mateus
  36. Sebastião Mateus
  37. Pedro Migueis
  38. Domingos Nunes Margulhão
  39. Pedro de Oliveira
  40. Francisco Cardoso Pacheco
  41. Francisco Pinto
  42. Afonso Pires
  43. André Pires, o nabeiro
  44. Manuel Rebelo
  45. Sebastião Barbosa Ribeiro
  46. Domingos dos Santos
  47. Nicolau da Silveira de Bulhoes
  48. Antonio Borges da Silveira de Eça

Do lugar da Azurva:

Que hoje pertence à freguesia do Eixo mas antes fazia parte de Esgueira.

  1. Tomé Antonio
  2. Manuel Rodrigues

Do lugar da Azenha:

  1. Cristovão Fernandes

Do lugar da Alumieira:

  1. Tomé André

Do lugar de Taboeira:

Inclui a Quinta de São Simão, originalmente parte da freguesia de Cacia.

Taboeira, em 29 de agosto de 1564 na pousada de Estevão Pires, fizeram reconhecimento dos foreiros da taboeira. O juiz mandou virem: André Fernandes e sua mulher Beatriz Afonso, Rodrigo Anes e sua mulher Antonia Fernandes, Gaspar Pires e sua mulher Maria Afonso, Maria Jorge viúva de Fernando Anes, cabeças destes casais, e mais moradores abaixo nomeados que foram testemunhas: Pedro Rodrigues, André Afonso velho, Estevão Pires. Foi explicado pelos foreiros que dos 4 foreiros originais estes eram os cabeças mas que os foros estavam divididos entre muitas pessoas mais pelas quais eles eram responsáveis. Leu se um pergaminho de 24 de maio de 1458 em que se relatava o aforamento original e suas condições.

No pergaminho original cremos ter identificado os seguintes nomes de moradores da Taboeira que supomos serem os foreiros originais e outros moradores da Taboeira em 1458:

  • João Bartolomeu e Maria Lourenço
  • Domingas Domingues mulher de Domingos Eanes ou João.
  • Lourenço Martins e Domingas Domingues
  • Afonso Domingues e Leonor Lourença
  • Estevam Domingues e Petronília Domingues
  • João Giraldes e sua mulher Simoa Lourença
  • Vás Afonso e sua mulher e sua mulher Maria Afonso
  1. João Afonso
  2. Rodrigo Anes
  3. Mateus Domingues
  4. Gaspar Fernandes
  5. Gonçalo Fernandes
  6. Antonio Mateus
  7. André Rodrigues Gomes
  8. Mateus Rodrigues
  9. Antonio Pires, o frade

Do lugar de Mataduços:

  1. Francisco Borges
  2. João Fernandes Queimado

Do lugar do Paço

  1. Domingos Pires

Do lugar de Sá

  1. Antonio André
  2. Pedro Luis

Os padres que aparecem nos registros entre os anos 1594 e 1614:

  1. Cônego Luis Jorge Lopes, da Sé do Porto.
  2. Dom Álvaro da Costa e Silva.
  3. Padre Antonio André Catalão, vigário de Cacia (1605, 1613).
  4. Padre Domingos Pacheco, de Aveiro.
  5. Padre Bartolomeu Gaspar, de Canelas.
  6. Padre coadjutor Antonio André.
  7. Padre coadjutor Felipe de Pinho
  8. Padre coadjutor cura Pedro André.
  9. Padre Amador Rodrigues.
  10. Padre Amaro Gomes.
  11. Padre André de Araújo.
  12. Padre Antonio João.
  13. Padre Antonio Mateus.
  14. Padre Antonio Ribeiro.
  15. Padre Antonio da Silveira.
  16. Padre Belchior de Miranda.
  17. Padre Domingos Couceiro.
  18. Padre Francisco Dias.
  19. Padre João Cardoso.
  20. Padre João Rodrigues Ferraz.
  21. Padre Roque Afonso.
  22. Padre Simão Varela Novais.

Donos das marinhas em 8 de setembro de 1408:

Medição feita por Nicolau Domingues, Vasco Domingues e Domingos Marcelo por ordem do juiz Domingos Peres entregue a André Anes:

  1. Afonso Aparício
  2. Afonso de Sá
  3. Afonso Domingues
  4. Afonso Martins de Oliveira
  5. Afonso Peres, tabelião
  6. Aires Gonçalves de Freire
  7. Aires Gonçalves, de Aveiro
  8. Álvaro Fernandes
  9. Álvaro Vasques
  10. André Anes, tabelião
  11. Bartolomeu Domingues
  12. Domingos Martins
  13. Estácio Azenheiro
  14. Estevão Domingues
  15. Estevão Afonso
  16. Estevão de Esgueira e agora de João Domingues
  17. Filho do pedrinhas
  18. filhos de Afonso Vicente
  19. Gil Martins
  20. Gonçalo de Monçom que foi do gago
  21. João Anes do Romeu
  22. João da feira
  23. João de Marcos
  24. João Delgado
  25. João e agora é da mulher do cavaleiro
  26. João Marques, estalajadeiro
  27. João Peres, de Segadães
  28. João Pires, clérigo
  29. Jordão Peres
  30. Leonardo da canguinha
  31. Maria Vicente
  32. Martim Peres
  33. Martim Vicente
  34. Martin Anes
  35. Mulher de Rodrigo Leite
  36. O refoida
  37. Pedro Anes
  38. Pedro Anes magro
  39. Prior de Cacia
  40. Que foi de João Gil, de Sá
  41. Salvador Luis
  42. Vasco Domingues

Donos de Marinhas em 1446:

Introdução que cita: Fernão Vasques, procurador geral de Maria da Cunha, abadessa de Lorvão, ... Geraldo Esteves e Fernando Afonso, juízes da Vila, e Álvaro Gil e Pedro Geraldes, vereadores, e João Esteves e Afonso Martins e Rodrigo Afonso e João de Monção, Fernão Pires, Aires Gonçalves, Álvaro Martins, João Delgado, Afonso Domingues, e Fernão Esteves e Pedro Afonso e Pedro Martins e Álvaro Fernandes e outros muitos homens bons da vila... Afonso Gonçalves, Afonso Aparício, publicado por Jorge Camelo, tabelião.

  • A mulher de João Domingues, falecido
  • Afonso Anes, genro de Fernão Vasques, dono anterior
  • Afonso Aparício
  • Afonso Domingues, alfaiate
  • Afonso Martins de Oliveira
  • Afonso Pires de Pranhos ou pedrinhas
  • Afonso Vasques, criado de João Soares.
  • Aires Gonçalves
  • Álvaro Afonso, pescador
  • Álvaro Fernandes, filho de Fernão Domingues
  • Álvaro Martins
  • Álvaro Moxo (moço?), dono anterior
  • Álvaro Pires bertão
  • Álvaro Pires Parteiro
  • André Bartolomeu, dono anterior
  • André Marques
  • André Vasques, dono anterior
  • Brás Fernandes
  • Catarina Esteves, mulher que foi de ___ Domingues
  • Domingos Domingues, dono anterior
  • Domingos Facalhinos, dono anterior
  • Domingos Martins, dono anterior
  • Domingos Pires, dono anterior
  • Estácio Afonso, dono anterior
  • Estácio Vicente, dono anterior
  • Estefânia___, dono anterior
  • Estevão Afonso
  • Estevão Lourenço, dono anterior
  • Estevão Martins, dono anterior
  • Fernando Afonso
  • Fernando Esteves, cavalheiro, filho de Estevão Martins
  • Fernão Domingues falecido, seus filhos
  • Fernão Fernandes, filho de Fernando Afonso
  • Fernão Pires
  • Fernão Ponço e sua mulher Beatriz Fernandes
  • Geraldo Esteves
  • Gil Anes ou Eanes, da Taboeira
  • Gil Esteves, dono anterior
  • Gonçalo Anes, não veio
  • Gonçalo Domingues, sapateiro de Aveiro,
  • Gonçalo Farto, dono anterior
  • Gonçalo Gomes
  • Gonçalo Pires
  • Gonçalo, tanoeiro
  • João Afonso de Sá, filho de Afonso de Sá
  • João Afonso de Sousa
  • João Afonso, da Taboeira.
  • João Afonso, tecelão
  • João Aires de esgueira
  • João Amado, dono anterior Álvaro Gonçalves
  • João André d’orrafos
  • João André o bom
  • João Anes do Romeu, dono anterior
  • João Anes, filho de João Martins. Dono anterior
  • João Aparício, dono anterior
  • João Cristovens
  • João de Albuquerque.
  • João de Almeida, dono anterior
  • João de Betanços
  • João de Lisboa, dono anterior
  • João de Marcos, dono anterior
  • João de Matos, dono anterior
  • João de Penela, escrivão do Almoxarifado
  • João Delgado
  • João Domingues Gago, dono anterior
  • João Esteves
  • João Geraldes
  • João Martins, de herança de João Aparício, dono anterior
  • João Martins, filho de Martim André
  • João Mateus de Aveiro
  • João Matos, de caneira
  • João Pires, dono anterior
  • João Vasques, filho de Vasco Tinhoso
  • Jorge Camelo
  • Leonardo Domingues, dono anterior
  • Leonor Anes, mulher que foi de Afonso Domingues
  • Maria Afonso, mulher que foi de Afonso de Sá.
  • Maria Afonso, que foi mulher de Jorge ___.
  • Maria Gonçalves, a tourinha
  • Maria Mosqueira, dona anterior
  • Maria Ramos
  • Martim André
  • Martim Anes da Galega, dono anterior
  • Martim Anes, dono anterior
  • Martim Gonçalves, dono anterior
  • Nicolau Domingues
  • Pedro Afonso de Sá (Provavelmente o herdeiro de Afonso Martins)
  • Pedro Afonso, porteiro
  • Pedro Anes de Botão, dono anterior
  • Pedro Domingues Lobo
  • Pedro Domingues, clérigo
  • Pedro Esteves, clérigo
  • Pedro Fernandes
  • Pedro Geraldes
  • Pedro Giro, dono anterior
  • Pedro Gonçalves robalo
  • Pedro Martins, filho de Gil do mourão, e sua mãe.
  • Pedro Nunes, dono anterior
  • Rodrigo Afonso
  • Rodrigo Anes, da Taboeira.
  • Vasco Anes Paes e Martin Anes seu genro. Dono anterior
  • Vasco Domingues de Sá
  • Vasco Gil
  • Vasco Nunes, dono anterior