José de Sousa Breves

Is your surname de Sousa Breves?

Research the de Sousa Breves family

José de Sousa Breves's Geni Profile

Records for José de Sousa Breves

390 Records

Share your family tree and photos with the people you know and love

  • Build your family tree online
  • Share photos and videos
  • Smart Matching™ technology
  • Free!

Share

José de Sousa Breves

Also Known As: "Capitão-mor"
Birthdate:
Birthplace: Santa Luzia, Angra do Heroísmo, Ilha Terceira, Açores, Portugal
Death: Died in Brazil
Place of Burial: Arrozal, Piraí, Rio de Janeiro, Brazil
Immediate Family:

Son of Antonio de Souza Breves and Maria de Jesus Fernandes
Husband of Maria Pimenta de Almeida Frazão
Father of João dos Santos Breves; Joaquina Pimenta de Almeida Torres; Cecília Pimenta de Almeida Frasão de Sousa Breves, baronesa de Piraí; José de Souza Breves Filho , Comendador; Comendador Joaquim José de Souza Breves and 6 others
Brother of Manuel Francisco de Sousa Breves; Domingos Francisco de Sousa Breves; Tomé de Sousa Breves and Ana Margarida de Jesus de Sousa Breves

Occupation: Capitão-mor
Managed by: Private User
Last Updated:

About José de Sousa Breves

(1)José de Sousa Breves (Ilha Terceira, 1748 — 8 de janeiro de 1845) foi político e militar luso-brasileiro. Afazendou-se no distrito de Piraí, na fazenda Mangalarga, de propriedade de seus genitores, tendo numerosa prole. Ingressou na política da região, tornando-se influente, pelas suas avultadas posses e grande atividade, atingindo o seu prestígio toda vizinhança, até Resende.

Em 1831, perante o capitão-mor da vila de São João Marcos, prestava compromisso e tomava posse do cargo de sargento-mor das ordenanças. Desde então passou a gozar dos privilégios, liberdades, franquias e isenções que lhe conferia o cargo. Tornou-se, então, o maior senhor de terras e escravos da região.

Foi nomeado depois capitão-mor, por proposta do comandante geral das Milícias da região de Campo Alegre - Joaquim Xavier Curado, famoso prócer da independência do Brasil (1822), futuro conde de São João de Duas Barras, e devastador dos índios puris da região, que, informando ao conde de Resende, dizia ter José de Sousa Breves, "muita capacidade, lisa conduta, estando muito bem estabelecido em fazenda própria, motivo pelo qual sugeria a sua nomeação para o cargo".

Em 1822, José de Souza Breves tomava posse do cargo de juiz almotacel de São João Marcos, e a 28 de fevereiro de 1826, empossava-se solenemente perante à Câmara Municipal reunida, do cargo de vereador, no posto já de capitão-mor da Vila.

Foi o chefe dos "Breves Graúdos", enquanto os descendentes de seus irmãos eram chamados de "Breves Miúdos", distinguidos assim pelo povo. É uma nota pitoresca relativa à preponderância do ramo primogênito dos Breves, sobre os demais membros da família. Os "Breves Graúdos", destacaram-se pela sua notável fortuna em fazendas de largas sesmarias de terras concedidas pelo Império do Brasil, e o grande prestígio político perante ao imperador do Brasil. Daí a distinção entre "graúdos" e "miúdos" dada pelo povo marquense.

O capitão-mor era casado com Dona Maria Pimenta Lobo Frasão de Almeida, filha de Antônio Lobo Frasão e de Dona Cecília de Almeida, todos das ilhas do arquipélago dos Açores.

Desse casal nasceram: o comendador Joaquim José de Sousa Breves - considerado o primeiro "rei do café"; o Comendador José Joaquim de Souza Breves; Cypriano de Souza Breves; João dos Santos Breves; Dona Ana Pimenta de Almeida Frasão de Souza Breves; Dona Cecília Pimenta de Almeida Frasão de Souza Breves, baronesa de Piraí.

Fonte: WP

(2)JOSÉ DE SOUSA BREVES - CAPITÃO-MÓR - nascido em 1748 nas Ilhas do Arquipélago dos Açores, veio com seus pais para o Brasil. Casado com d. Maria Pimenta de Almeida, nascida no Rio de Janeiro, filha de Antônio Lobo Frazão e de de d. Cecília de Almeida. Foi proprietário da fazenda Manga-Larga e de inúmeras outras propriedades em São João Marcos, Arrozal e Piraí. Desbravador de terras foi um dos pioneiros da cultura do café na serra fluminense. Em 1822, José de Souza Breves tomava posse do cargo de Juiz Almotacel de São João Marcos, e a 28 de fevereiro de 1826, empossava-se solenemente perante à Câmara Municipal reunida, do cargo de Vereador, no posto já de Capitão-mór da Vila. Desse casal nasceram: o Comendador Joaquim José de Souza Breves - "rei do café"; o Comendador José Joaquim de Souza Breves; Cypriano de Souza Breves; João dos Santos Breves; Dona Ana Pimenta de Almeida Frazão de Souza Breves; Dona Cecília Pimenta de Almeida Frazão de Souza Breves - Baroneza do Piraí. Deste Breves poderoso, só resta o que escreveram num pedaço de mármore no cemitério de Arrozal, distrito de Piraí:

" Aqui jazem os restos mortais do Capitão-mór José de Souza Breves e de sua mulher Dona Maria Pimenta de Almeida, aquele nascido em 2 de fevereiro de 1748 e falecido em 8 de janeiro de 1845 com 97 anos de idade, e esta, morta em 24 de agosto de 1843, na idade de 75 anos. Primeiros povoadores destes lugares, foram lavradores honrados e um complexo de todas as virtudes cívicas e privadas, deixando após si extensa descendência."

Fonte: http://www.brevescafe.xpg.com.br/bio_capmor.htm

àcerca (Português)

Afazendou-se no distrito de Piraí, na fazenda Mangalarga, de propriedade de seus genitores, tendo numerosa prole. Ingressou na política da região, tornando-se influente, pelas suas avultadas posses e grande atividade, atingindo o seu prestígio toda vizinhança, até Resende. Era irmão de Joaquim de Sousa Breves.

Em 1831, perante o capitão-mor da vila de São João Marcos, prestava compromisso e tomava posse do cargo de sargento-mor das ordenanças. Desde então passou a gozar dos privilégios, liberdades, franquias e isenções que lhe conferia o cargo. Tornou-se, então, o maior senhor de terras e escravos da região.

Foi nomeado depois capitão-mor, por proposta do comandante geral das Milícias da região de Campo Alegre - Joaquim Xavier Curado, famoso prócer da independência do Brasil (1822), futuro conde de São João de Duas Barras, e devastador dos índios puris da região, que, informando ao conde de Resende, dizia ter José de Sousa Breves, "muita capacidade, lisa conduta, estando muito bem estabelecido em fazenda própria, motivo pelo qual sugeria a sua nomeação para o cargo".

Em 1822, José de Souza Breves tomava posse do cargo de juiz almotacel de São João Marcos, e a 28 de fevereiro de 1826, empossava-se solenemente perante à Câmara Municipal reunida, do cargo de vereador, no posto já de capitão-mor da Vila.

Foi o chefe dos "Breves Graúdos", enquanto os descendentes de seus irmãos eram chamados de "Breves Miúdos", distinguidos assim pelo povo. É uma nota pitoresca relativa à preponderância do ramo primogênito dos Breves, sobre os demais membros da família. Os "Breves Graúdos", destacaram-se pela sua notável fortuna em fazendas de largas sesmarias de terras concedidas pelo Império do Brasil, e o grande prestígio político perante ao imperador do Brasil. Daí a distinção entre "graúdos" e "miúdos" dada pelo povo marquense.

O capitão-mor era casado com Dona Maria Pimenta Lobo Frasão de Almeida, filha de Antônio Lobo Frasão e de Dona Cecília de Almeida, todos das ilhas do arquipélago dos Açores.

Desse casal nasceram: o comendador Joaquim José de Sousa Breves - considerado o primeiro "rei do café"; o Comendador José Joaquim de Souza Breves; Cypriano de Souza Breves; João dos Santos Breves; Dona Ana Pimenta de Almeida Frasão de Souza Breves; Dona Cecília Pimenta de Almeida Frasão de Souza Breves, baronesa de Piraí.

view all 15

José de Sousa Breves's Timeline

1752
December 2, 1752
Angra do Heroísmo, Ilha Terceira, Açores, Portugal
1773
1773
Age 20
São João do Príncipe, Minas Gerais, Brazil
1782
March 19, 1782
Age 29
Piraí, Rio de Janeiro, Brazil
1790
1790
Age 37
Arrozal, Piraí, Rio de Janeiro, Brazil
1795
1795
Age 42
Fazenda Manga Larga em São João Marcos
1804
June 10, 1804
Age 51
São João Marcos, Rio de Janeiro, Brazil
1845
January 8, 1845
Age 92
Brazil
????
????
????